Com 11 feriados nacionais, indústria aponta perdas de até R$ 2,9 bilhões no Paraná

A federação das indústrias do Paraná estima que o impacto dos dias não trabalhados em 2019 será 39% menor do que ..

Cleverson Bravo - BandNews FM Curitiba - 14 de janeiro de 2019, 20:32

Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil

A federação das indústrias do Paraná estima que o impacto dos dias não trabalhados em 2019 será 39% menor do que no ano passado. Serão 254 dias úteis, três a mais do que em 2018 e cinco a mais do que em 2017. Ao todo, são onze feriados nacionais em 2019.

No Carnaval, em 5 de março, e no Corpus Christi, em 20 de junho, existe a possibilidade de emendas, com mais dois dias de recesso. Segundo a Fiep, se considerados apenas os feriados em dias úteis, a indústria perde cerca de dois bilhões e 200 milhões de reais aqui no Paraná. Somados mais dois dias de emendas aos feriados, esse valor cresce outros 650 milhões e chega próximo a dois bilhões e 900 milhões de reais.

No ano passado, as perdas com os dias não-trabalhados chegaram a quatro bilhões e 800 milhões de reais. O estudo segue a metodologia de uma pesquisa anual desenvolvida pela federação das indústrias do Rio de Janeiro. A Fiep defende que as paralisações da atividade produtiva em feriados elevam os custos da indústria.

Isso porque interrompem o trabalho na maioria das fábricas ou aumentam os custos das que mantêm processos de produção contínuos e que funcionam 24 horas, caso das petrolíferas e siderúrgicas, por exemplo. A entidade destaca que, na maioria, o custo da mão-de obra do trabalhador praticamente dobra nos dias de feriado, o que também eleva os encargos. A reforma trabalhista, aprovada no ano passado, extinguiu o dia adicional de folga em feriados.

No entanto, o acordo precisa estar previsto na negociação coletiva da categoria. A reforma sugere que em feriados nas terças e quintas, o recesso seja transferido para segunda ou sexta.