Com 18 empresas investigadas, Paraná promove audiência pública sobre Carne Fraca

Mariana Ohde


Uma audiência pública debate os reflexos e impactos da Operação Carne Fraca, deflagrada pela Polícia Federal (PF) no dia 17 de março. A ideia é buscar esclarecimentos técnicos. A audiência começa às 9h desta terça-feira (11), no Plenarinho da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep).

A Operação Carne Fraca apura um suposto esquema de fraude na produção, fiscalização e comercialização de carnes, envolvendo pagamento de propina a fiscais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). A investigação teria encontrado indícios de adulteração de produtos e venda de carne vencida e estragada.

A audiência foi proposta pelo presidente da Comissão de Indústria, Comércio, Emprego e Renda, deputado estadual Marcio Pauliki (PDT). Também fazem parte da organização do evento os deputados Nelson Luersen (PDT), da Frente Parlamentar do Transporte Rodoviário de Cargas; Pedro Lupion (DEM), da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural; e Anibelli Neto (PMDB), do Bloco Parlamentar da Agricultura Familiar.

Segundo o deputado Marcio Pauliki, uma das principais razões para a Assembleia Legislativa convocar a audiência é o número de fábricas do Paraná citadas na investigação da Polícia Federal: de um total de 21 empresas, 18 estão localizadas em território paranaense.

A Operação Carne Fraca causou desconfiança no mercado externo em relação à carne produzida no Brasil. Além disso, o desemprego tomou conta do mercado deste segmento. Três frigoríficos localizados Região Metropolitana de Curitiba e em Curitiba, e que foram alvos da operação, demitiram, juntos, perto de 600 funcionários.

Diferentes setores envolvidos com o assunto foram convidados a participar da audiência, como a Federação da Agricultura do Estado do Paraná (FAEP), a Emater, a Organização das Cooperativas do Paraná (Ocepar), a Vigilância Sanitária Estadual, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a Agência de Defesa Agropecuária do Paraná, a Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento, a Associação Paranaense de Suinocultura, Associação Paranaense de Supermercados, Associação Paranaense de Avicultura, Sindicato de Indústria de Carnes e Derivados do Estado, Ministério da Indústria e Comércio, Ministério das Relações Exteriores, Polícia Federal e Ministério Público estadual e Ministério Público federal.

Previous ArticleNext Article
Mariana Ohde
Repórter no Paraná Portal