Com agenda vazia, dólar abre em leve alta

Mariana Ohde


Confira o boletim de abertura de mercado desta segunda-feira (25), com o superintendente regional de câmbio da SLW, João Paulo de Gracia Corrêa:

O pregão da última sexta-feira foi marcado, novamente, pela forte volatilidade no mercado de câmbio doméstico. A moeda americana operou entre os terrenos negativo e positivo durante a manhã, acelerou os ganhos após a divulgação do índice de atividade industrial americano de julho – no maior nível desde outubro de 2015 – e, durante a tarde, renovou mínimas em linha com a queda do preço do petróleo. Ao final da sessão, o dólar fechou cotado em R$ 3,2588, recuo de 0,80%.

A última semana de julho começa com a agenda de indicadores e eventos fraca aqui e no exterior. Entretanto, começa a ganhar força a partir de amanhã, com a ATA do COPOM, a reunião do FED na quarta-feira e do Banco do Japão na sexta-feira – todas com potencial de sinalizar aos mercados quais os próximos passos das instituições, com impacto direto no mercado de câmbio. A ATA do COPOM pode sinalizar quando o Banco Central pretende iniciar a redução dos juros, ao contrário do FED, que pode dar pistas do momento que poderá elevar os juros. Já em relação ao Banco do Japão, o mercado vai monitorar a possibilidade de novos estímulos para a economia, o que pode gerar mais liquidez no mercado global.

Na política interna, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, pressiona os parlamentares para a aprovação e criação de um teto para os gastos públicos. E avisou que, caso contrário, só restará uma saída: aumentar impostos.

Em dia de agenda esvaziada, o dólar exibe direções divergentes ante as demais moedas. O tom é positivo nos mercados europeus, após o índice IFO de sentimento dos empresários da Alemanha ter vindo melhor, por outro lado, o preço do barril de petróleo cai na Nymex e na ICE, o que pode gerar pressão de alta para a moeda americana. O dólar deve abrir em leve alta, com a queda do preço do barril de petróleo e uma correção técnica do fechamento de sexta-feira, quando a moeda americana se desvalorizou muito no final do pregão.

Acompanhe os dados do mercado em www.slw.com.br

Previous ArticleNext Article
Repórter no Paraná Portal
[post_explorer post_id="374883" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]