Confiança do empresário paranaense tem melhor índice desde 2013

Redação


A confiança do empresário do comércio do Paraná apresentou a quinta alta consecutiva em janeiro de 2020. O Índice de Confiança do Empresário do Comércio, monitorado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo e pela Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná), está em 128,7 pontos neste mês de janeiro, com variação mensal de 1,2%.

Este é o melhor resultado para o mês em toda a série histórica da pesquisa e também é o quinto mês consecutivo de alta no indicador, puxado principalmente pelo aumento do quesito Condições Atuais do Empresário do Comércio, que está em 112,4 pontos, com variação mensal de 6,3%, segundo o levantamento. O índice paranaense ficou acima da média nacional, que está em 126,6 pontos, e também está em ascendência desde setembro.

O subindicador Índice de Expectativa do Empresário do Comércio é de 158,5 pontos e teve leve baixa de 0,8% em relação a dezembro. Já o Índice de Investimento do Empresário do Comércio está em 115,3 pontos, com redução de 0,6% na variação mensal, diz a pesquisa.

Com isso, verifica-se que os comerciantes avaliam positivamente a situação atual da economia, do comércio e das empresas comerciais, principalmente em função do aumento das vendas nos últimos meses, conforme demonstra a Pesquisa Conjuntural, também da Fecomércio, que acumulou alta de 3,21% até o mês de novembro de 2019.

Os proprietários e gestores de empresas de grande porte (acima de 50 funcionários) são os mais confiantes, com 142 pontos, apesar da redução mensal de 0,7%. Nos estabelecimentos comerciais de pequeno e médio porte, o ICEC marca 128,5 pontos, com acréscimo mensal de 1,2%.

Em relação ao grupo de atividade comercial, verifica-se que o indicador é mais elevado entre os estabelecimentos que comercializam bens semiduráveis (132,7 pontos) e duráveis (131 pontos), do que nos que revendem produtos não duráveis (124,4 pontos).

Previous ArticleNext Article