Maio começa com tarifa de luz mais cara

A conta de luz dos brasileiros fica mais cara a partir deste mês. Com o fim do período de chuvas e a consequente queda n..

Jordana Martinez - 02 de maio de 2018, 14:29

COPEL - Leiturista fazendo leitura e entregando fatura (conta) de luz em residências no Jardim Botânico. -  Curiiba/Pr, 03.11.2014 - Foto Jonas Oliveira/AENPr
COPEL - Leiturista fazendo leitura e entregando fatura (conta) de luz em residências no Jardim Botânico. - Curiiba/Pr, 03.11.2014 - Foto Jonas Oliveira/AENPr

A conta de luz dos brasileiros fica mais cara a partir deste mês. Com o fim do período de chuvas e a consequente queda no volume de água nos reservatórios das principais hidrelétricas do país, a Agência Nacional de Energia Elétrica mudou a bandeira tarifária de verde para amarela. Isso significa que os consumidores agora vão pagar R$ 1 a mais para cada 100 quilowatts-hora (kWh) gastos. Não há prazo para o fim da cobrança extra.

Com a adoção da bandeira amarela, a ANEEL sugere que as pessoas adotem hábitos que ajudem na economia de energia, como banhos mais curtos, por exemplo. O órgão também recomenda que a porta da geladeira seja bem fechada após o uso e que os ambientes com ar-condicionado sejam mantidos com portas e janelas fechadas.

O inverno é um período seco em boa parte do Brasil, o que exige o uso da energia produzida pelas usinas termelétricas, que é mais cara. O sistema de bandeiras tarifárias é composto pelas cores verde, amarela e vermelha – essa última dividida em dois patamares – e foi criado, segundo o governo federal, para sinalizar aos consumidores os custos reais da geração de eletricidade.