Coronavírus: estados e municípios receberam R$ 7,7 bilhões para combater pandemia

Redação

coronavírus no paraná, mortes, morte, óbito, óbitos, casos confirmados, boletim, informe epidemiológico, sesa, secretaria estadual da saúde, coronavírus, covid-19

O secretário-executivo substituto do Ministério da Saúde, Élcio Franco, informou que desde o início do ano foram repassados a estados e municípios R$ 7,7 bilhões voltados ao enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. Ele falou sobre o assunto em coletiva de imprensa sobre ações de combate à pandemia de covid-19.

O boletim do Ministério da Saúde, divulgado ontem(1º), registrou 526.447 casos confirmados do novo coronavírus no Brasil. Desse total,  211.080 pacientes foram recuperados. E 29.937 mortes por covid-19 foram registradas no país.

O secretário executivo substituto do Ministério da Saúde, Élcio Franco, defende o repasse como medida fundamental de enfrentamento ao coronavírus.

“É um reforço para que estados e municípios invistam na contratação de pessoal, na requisição de equipamentos para poder enfrentar da melhor forma a covid-19, seja ampliando estruturas hospitalares, melhorando a infraestrutura existente ou capacidade de enfrentamento”, afirmou Franco.

Até o momento, acrescentou, foram adquiridos 2.651 ventiladores pulmonares a estados e municípios. Estes equipamentos são considerados chave para o atendimento de infectados com a covid-19. Destes, 1.486 foram encaminhados para reforçar unidades de terapia intensiva (UTIs) e 1.165 para sistemas de transporte (em ambulâncias, por exemplo).

LEITOS PARA TRATAR CORONAVÍRUS

A diretora do Departamento de Atenção Hospitalar, Domiciliar e Urgência da pasta, Adriana Teixeira, declarou que até o momento foram habilitados 7.441 leitos para tratamento de pacientes com covid-19, sendo 7.210 para adultos e 231 para crianças. A habilitação é o procedimento por meio do qual o ministério arca com o custeio dessas estruturas.

“Os pedidos são feitos por secretarias estaduais e municipais, que garantem estrutura para o funcionamento, como recursos humanos. O repasse de recursos foi definido a princípio por 90 dias. Mas pode ser estendido”, explicou a diretora.

*Com informações da Agência Brasil

Previous ArticleNext Article