Bilionáro Elon Musk e Bolsonaro se encontram hoje em São Paulo

Encontro tem como objetivo discutir a Amazônia, mas assessores de empresários convidados manifestaram receio que o evento se converta em um ato político de Bolsonaro.

Julio Wiziack - Folhapress - Matheus Teixeira - Folhapress - 20 de maio de 2022, 08:52

(Foto: Reprodução/Instagram)
(Foto: Reprodução/Instagram)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) e empresários se preparam para uma reunião, nesta sexta-feira (20), com o bilionário Elon Musk, dono da Tesla e SpaceX.

O evento, chamado "Conecta Amazônia", está marcado para ocorrer em um hotel de luxo no interior de São Paulo e deve ter a participação do chefe do Executivo.

Empresários de diversos ramos, como telecomunicações, finanças e energia, também foram convidados a comparecer.

Membros do governo ouvidos pela reportagem dizem que os preparativos foram feitos para receber o bilionário. A presença de Musk, dono de uma fortuna avaliada em US$ 230 bilhões, no entanto, não foi oficialmente confirmada.

Durante sua live presidencial nesta quinta-feira (19), Bolsonaro disse que teria um encontro "com uma pessoa reconhecida no mundo todo, que vem para ajudar a nossa Amazônia". Ele não citou Musk nominalmente.

A notícia de que a reunião de Bolsonaro seria com o bilionário foi publicada pelo jornal O Globo.

De acordo com pessoas que acompanham o tema, assessores de alguns dos empresários convidados manifestaram receio que o evento se converta em um ato político de Bolsonaro.

Eles destacaram que os ramos de atuação de muitos dos convidados não têm relação com o tema conectividade na Amazônia e que, portanto, há o risco de que a reunião seja usada como promoção política do mandatário.

Em novembro do ano passado, o ministro das Comunicações, Fábio Faria, teve uma reunião com Musk em que foi discutida a possibilidade de uma parceria para instalação de internet em áreas remotas do Brasil usando a tecnologia de satélites de baixa altitude.

A reunião de Faria com o empresário ocorreu nos Estados Unidos. "Em breve, Elon Musk estará no Brasil para conectarmos as escolas rurais e protegermos a Amazônia utilizando a tecnologia da SpaceX/Starlink", escreveu Faria, na ocasião, nas redes sociais.

Recentemente, Musk anunciou a compra do Twitter por US$ 44 bilhões. Na semana passada, porém, o empresário suspendeu temporariamente o acordo para aquisição da plataforma. Posteriormente, o afirmou em postagem na rede social que ainda está comprometido com a aquisição.

Quando a compra foi anunciada, aliados de Bolsonaro comemoraram a iniciativa do empresário. A deputada Bia Kicis (PL-DF), por exemplo, afirmou que a compra era um importante passo na "luta pelas liberdades".

Faria, por sua vez, parabenizou Musk em um texto publicado nas redes sociais. "Mais uma vez você está a dois passos na frente dos outros players e agora faz um gesto ao mundo e em defesa da liberdade".