Escassez eleva preço da gasolina mesmo após baixas na refinaria

Andreza Rossini



Sem combustíveis em alguns municípios do Paraná e com escassez em outros, como em Curitiba, o preço da gasolina nos postos subiu e é encontrada por até R$ 4,59 na capital e na Região Metropolitana, conforme apurou o Paraná Portal.

Na segunda-feira (21) o combustível era encontrado por R$ 4,09. Na data, teve a última alta  subindo 0,9% nas refinarias e, no dia seguinte, o preço nos postos estava em R$ 4,19. Desde então, o valor subiu mesmo após consecutivas baixas no preço do combustível nas refinarias. A escassez da gasolina acontece devido a greve dos caminhoneiros que começou na segunda em todo o Brasil.

O Paraná Portal encontrou poucos postos que ainda tinham combustível e mantiveram o valor da última alta.

O protesto é organizado pela Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA) em conjunto com órgãos sindicais protesta contra o valor do diesel e pede a redução dos tributos sobre os combustíveis. A gasolina e o diesel tiveram 11 altas consecutivas.

A diretora do Procon-PR afirmou que investiga um possível caso de abuso ao consumidor. “Logo vamos disponibilizar um link para o consumidor fazer as denúncias. Precisamos que seja apresentado o cupom fiscal. Tudo indica que o fornecedor está se aproveitando deste momento”, afirmou. “Ontem o sindicato afirmou que não estava faltando combustível e agora está acontecendo tudo isso”, disse.

Reajustes 

A Petrobras anunciou nesta quinta-feira (24) a terceira redução consecutiva nos preços da gasolina e do óleo diesel nas refinarias, baixas que não são repassadas aos consumidores. Em três dias, o preço da gasolina caiu 3,39%. Apesar disso, o combustível acumula alta de 12,14% em maio.

Hoje o diesel manteve o preço de R$ 2,1016 por litro. A redução nos últimos dias é de 2,67% e em maio acumula alta de 9,34%.

Ontem (23), a Petrobras reduziu o valor do combustível em 10% nos próximos 15 dias, devido à greve dos caminhoneiros.

 

Previous ArticleNext Article