Fecomércio aponta queda de 31% no varejo do Paraná pelo coronavírus

Redação

Covid-19: Brasil registra novos 59 mil casos e beira 3 milhões de contaminações

O setor de varejo no Paraná registrou no mês de abril queda de 31,13% nas receitas em comparação ao mesmo período de 2019, segundo pesquisa da Fecomércio PR (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná).

Somente a comparação entre os meses de abril e março deste ano apresentou uma queda de 19,46% nas receitas do setor varejista.

As principais quedas foram registradas no setor de calçados (-73,08%) e de vestuário e tecidos (-64,46%), ambos comércios não enquadrados na lista de atividades não essenciais.

Na sequência aparece o setor de livrarias e papelarias (67,46%), impactado principalmente pela paralisação das atividades escolares presenciais.

Até mesmo setores essenciais como supermercados, farmácias e postos de combustíveis apresentaram queda nas receitas em abril, apresentando déficit de 7,11%, 22,11% e 23,79%, respectivamente.

A Fecomércio PR aponta que essa queda foi registrada devido a alta procura nesses serviços durante março, primeiro mês das medidas de distanciamento social no estado.

No acumulado anual, somente os supermercados e farmácias apresentam altas em comparação aos quatro primeiros meses de 2019, com 6,50% e 4,49%, respectivamente.

Já o saldo total do varejo do Paraná aponta uma queda de 9,71% entre janeiro e abril deste ano.

Dentro das principais regionais do Paraná, todas registraram queda na comparação entre quadrimestres. Ponta Grossa teve o menor decréscimo com 12,96%, seguido por Curitiba e Região Metropolitana (24,98%), pela Região Sudoeste (28,52%), Oeste (34,27%) e por Maringá e Londrina (44,83% e 41,11%, respectivamente).

Previous ArticleNext Article