Governo zera impostos de produtos usados no combate ao coronavírus

A Câmara de Comércio Exterior (Camex) ampliou a lista de produtos necessários ao combate do novo coronavírus com redução..

Redação - 03 de abril de 2020, 09:39

Leticia Chun Pei Pan/Arquivo pessoal
Leticia Chun Pei Pan/Arquivo pessoal

A Câmara de Comércio Exterior (Camex) ampliou a lista de produtos necessários ao combate do novo coronavírus com redução temporária para zero da alíquota do Imposto de Importação.

A resolução nº 28 foi publicada na edição desta sexta-feira (3) do Diário Oficial da União.

Entre os produtos com redução do imposto que são usados no combate ao coronavírus estão:

  • tecidos para fabricação de máscaras;
  • suporte para circuitos respiratórios;
  • válvulas de ventiladores pulmonares;
  • baterias; cartão de memória;

A Camex já havia reduzido a tarifa a zero para álcool etílico e imunoglobulina, na Resolução n º 22, de 25 de março. Nesta resolução de hoje, a câmara corrigiu a descrição técnica dos produtos.

GOVERNO DO PARANÁ AMPLIA ATIVIDADES CONSIDERADAS ESSENCIAIS

Na última segunda-feira (30), o Governo do Paraná ampliou a lista de atividades consideradas essenciais e que podem continuar funcionando apesar do isolamento social provocado pelo coronavírus. Agora, o decreto abrange 40 setores.

Entre a lista, estão as atividades religiosas no Paraná. A inclusão aconteceu depois que o presidente Jair Bolsonaro editou um decreto considerando as práticas religiosas como essenciais durante o combate ao coronavírus.

Na terça-feira (31), o decreto foi atualizado. O novo texto introduz a determinação de que as atividades religiosas de qualquer natureza estão permitidas desde que sejam realizadas por meio de aconselhamento individual, a fim de evitar aglomerações.

A medida não restringe a abertura de igrejas e templos, mas recomenda a adoção de meios virtuais nos casos de reunião coletiva.

Veja a lista completa aqui!