Consumo das famílias acumula perdas de 27,6%, mas tem sinais de melhora no PR

Redação

Cesta básica em Curitiba foi a mais cara, em julho

O índice ICF (Intenção de Consumo das Famílias) no Paraná registrou em julho uma queda de 1,3% na comparação com o mês anterior. As perdas acumuladas desde março, com a chegada da pandemia do coronavírus, chegam a 27,6%.

O indicador é caculado mensalmente pela CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo) e pela Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná).

Apesar das sucessivas quedas, o índice estadual está acima da média brasileira. Medido em pontos, o ICF (Intenção de Consumo das Famílias) do Paraná ficou em 84,3, ante 66,1 no Brasil.

Três componentes do índice registraram alta no mês de julho: a avaliação sobre o emprego atual melhorou 3%; a perspectiva profissional cresce 2%; e a perspectiva de consumo para os próximos meses subiu 11,7%.

Confira as informações completas do estudo mensal da Fecomércio no Paraná.

Previous ArticleNext Article