Já declarou o IR? Falta só um mês

Metro Jornal Maringá


O contribuinte que ainda não preparou e entregou a declaração do imposto de renda deste ano tem um mês para cuidar disso. Até agora, passado metade do prazo, cerca de 7 milhões de declarações foram entregues – apenas 23,5% do total de 30,5 milhões esperados pela Receita Federal.

A declaração pode ser feita de três formas: pelo computador, por celular/ tablet ou por meio do e-CAC (Centro Virtual de Atendimento). Pelo computador será utilizado o Programa Gerador da Declaração – PGD IRPF2019, disponível no site da Receita Federal. Pelos dispositivos móveis, como celular e tablet, por meio do aplicativo Meu Imposto de Renda. E pelo e-CAC no site da Receita, com o uso de certificado digital, que pode ser feito pelo contribuinte ou por seu representante com procuração.

A multa por atraso é de no mínimo R$ 165,74 e no máximo 20% do imposto devido. Em 2018, 628 mil contribuintes caíram na malha fina. As principais razões pelas quais as declarações
ficaram retidas foram omissão de rendimentos do titular ou de seus dependentes (379.547 casos) e divergências entre o imposto retido na fonte declarado pelo contribuinte e o informado pelas empresas (183.274).

Novidades
Uma das mudanças neste ano é que se torna obrigatório informar o CPF de todos os dependentes. No ano passado, o CPF passou a ser necessário para dependentes a partir de 8 anos. E os contribuintes ainda não serão obrigados a informar detalhes sobre imóveis e veículos, como número de matrícula, IPTU e Renavam. Ficou para 2020.

Arte Metro Maringá

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="607325" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]