Mercado reage ao anúncio da equipe econômica de Temer

Mariana Ohde


Em clima de expectativa em relação aos próximos passos do presidente interino Michel Temer, o dólar tem operado em queda neste início de semana. No exterior, dados da economia dos Estados Unidos e as variações do preço do petróleo estão no foco do mercado. Saiba mais no boletim de abertura de mercado desta terça-feira (17) com o superintendente regional de câmbio da SLW, João Paulo de Gracia Corrêa:

Com mais um adiamento do anúncio da equipe econômica do presidente em exercício, Michel Temer, os agentes locais focaram o exterior para precificar o câmbio. Depois de duas altas seguidas, a moeda exibiu um movimento de realização de lucros, amparada na desvalorização da divisa no exterior. Lá fora, a forte alta do petróleo e a decepção com o índice de atividade Empire State – referente ao estado de Nova York, um dos mais industriais dos Estados Unidos – em – 9,02, quando a expectativa era + 5,0, enfraqueceu o dólar globalmente. Ao final do pregão, a moeda norte-americana encerrou o dia cotada em R$ 3,5054, queda de 0,61%.

Hoje, antes da abertura dos mercados, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, promete anunciar o novo presidente do Banco Central – o nome mais cotado é o economista Ilan Goldfjan – e outros membros da equipe econômica. Os agentes financeiros domésticos, além de digerir a nova composição dos integrantes da equipe econômica, também vão acompanhar os movimentos externos da moeda. Lá fora, o petróleo opera volátil entre altas e baixas, depois da forte valorização do preço ontem. As principais bolsas europeias e futuros americanos operam no positivo no aguardo da divulgação de dados importantes da economia americana, como o índice de preços ao consumidor e produção industrial. O Banco Central não anunciou nenhum leilão de swap cambial reverso por enquanto. Se confirmados alguns nomes já antecipados pela imprensa, em especial o do possível presidente do BC, Ilan Goldfjan, eles devem ser muito bem recebidos pelo mercado. Com isso, o dólar deve abrir em queda, podendo reverter sua trajetória, caso o preço do barril de petróleo engate um viés de forte queda e realização de lucros e os Estados Unidos divulguem números positivos.

Confira os dados do mercado em www.slw.com.br

Previous ArticleNext Article
Mariana Ohde
Repórter no Paraná Portal