Quase 200 mil receberão novo lote do auxílio emergencial nesta quinta

Ana Paula Branco - Folhapress

Bolsonaro assina decreto para pagar auxílio emergencial a partir de abril

O Ministério da Cidadania divulgou nesta terça (26) um novo lote de pagamento do auxílio emergencial, criado para combater os efeitos econômicos e sociais da pandemia do novo coronavírus.

De acordo com portaria publicada no “Diário Oficial da União”, 191 mil beneficiários que contestaram a suspensão no site da Dataprev entre 7 e 16 de novembro e entre 13 e 31 de dezembro de 2020 e outras 5.000 pessoas que tiveram os pagamentos reavaliados em janeiro de 2021 receberão o valor nesta quinta (28).

O pagamento das parcelas a que esses beneficiários têm direito será pago de uma única vez. Entre as 196 mil pessoas, 8,3 mil receberão a segunda, a terceira, a quarta e a quinta parcelas do auxílio emergencial.

Outras 40,9 mil pessoas receberão as três últimas parcelas e quase 68,1 mil beneficiários terão direito à quarta e à quinta parcelas. Já 78,3 mil vão receber a quinta parcela. Segundo o Cidadania, serão repassados, no total, R$ 248,6 milhões.

Na quinta-feira, os recursos estarão disponíveis tanto para transferências e pagamentos quanto para saques.

“Ao longo dos meses, o Governo Federal realizou uma série de cruzamentos de diferentes bases de dados para verificar a elegibilidade dos cidadãos ao Auxílio Emergencial. Com isso, evitamos fraudes e garantimos que os recursos chegassem a quem realmente necessitava. Ao mesmo tempo, criamos canais digitais para permitir que cidadãos que tiveram o benefício suspenso pudessem recorrer, regularizar pendências e ter os repasses reativados, sempre na perspectiva de que ninguém ficaria para trás”, disse Onyx Lorenzoni, ministro da Cidadania.

O auxílio emergencial começou a ser pago em abril de 2020 e, inicialmente, pagou cinco parcelas de R$ 600. Em setembro do ano passado, o benefício foi estendido até 31 de dezembro de 2020, mas com valor de R$ 300. Mães chefes de família tiveram direito à cota dupla.

Segundo o governo federal, o auxílio emergencial foi pago a 68 milhões de cidadãos elegíveis, o que representa 32,2% da população e cerca de 40% das residências, totalizando cerca de R$ 330 bilhões.

Tiveram direito ao benefício trabalhadores informais, MEI (Microempreendedores Individuais), autônomos e desempregados, integrantes do Bolsa Família e cidadãos incluídos no CadÚnico, que cumpriam os critérios sociais e econômicos.

Consulte o seu caso no Auxílio Emergencial

  • Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial ou pelo site auxilio.caixa.gov.br.
  • Na parte superior da tela, clique em “Acompanhe sua solicitação”
  • Preencha os dados solicitados, clique em “Não sou um robô” e, depois, em “Continuar”

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="741599" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]