Novo saque do FGTS estará disponível em junho: saiba como vai funcionar

William Bittar - CBN Curitiba

Câmara de Curitiba eleva multa para bancos com alto tempo de espera nos caixas

A partir do dia 15 de junho, trabalhadores que possuem saldo de FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) poderão fazer mais um novo saque das contas ativas e inativas de até R$ 1.045,00 dependendo do saldo disponível nas contas. Os valores serão disponibilizados até o dia 31 de dezembro.

Segundo a Medida Provisória, publicada em abril no DOU (Diário Oficial da União), os saques serão efetuados de forma parecida com o modelo utilizado no saque imediato, em 2019, seguindo cronograma de atendimento, critérios e formas estabelecidos pela Caixa Econômica Federal.

VEJA MUDANÇAS NO NOVO SAQUE DO FGTS E SAIBA COMO VAI FUNCIONAR

A diferença para o saque liberado a partir de junho será o limite de valor a ser sacado, pois, segundo a MP, o saque será de até R$ 1.045, incluindo todas as contas ativas e inativas, começando o saque pelas contas inativas com menor valor e avançando para as contas ativas.

Ainda segundo o texto, o crédito será automático para quem tem conta poupança na Caixa. O valor será depositado automaticamente, desde que o trabalhador não se manifeste negativamente. Quem não quiser o depósito, deverá solicitar a devolução do valor para o FGTS até o dia 30 de agosto.

Além disso, o crédito do FGTS também pode ser feito em conta bancária de qualquer instituição financeira, indicada pelo trabalhador, desde que seja de sua titularidade. A transferência do valor deve ser feita sem cobrança de tarifa.

A Caixa ainda irá informar o calendário do novo saque do FGTS.

PIS/PASEP SERÁ EXTINTO

Além disso, o PIS/PASEP, programas referentes a empregados públicos e privados que, até 1988, recebiam uma cota dos depósitos efetuados pelas empresas ou órgãos públicos, será extinto a partir do próximo domingo, 31 de maio. Segundo o Governo Federal, os valores do PIS/PASEP devem ser transferidos ao FGTS.

Previous ArticleNext Article