Paraná abre auxílio emergencial para empresas do setor cultural e turístico

O Governo do Paraná abriu nesta sexta-feira (10), o cadastro para empresas do setor cultural e turístico para solicitare..

Redação - 10 de dezembro de 2021, 19:23

Ricardo Marajó/FAS
Ricardo Marajó/FAS

O Governo do Paraná abriu nesta sexta-feira (10), o cadastro para empresas do setor cultural e turístico para solicitarem auxílio emergencial.

Podem solicitar o auxílio emergencial as microempresas cadastradas no Simples Nacional e Microempreendedores Individuais.

O cadastro pode ser realizado neste site ou via aplicativo do Auxílio Emergencial do Paraná, disponível nas plataformas Android e iOS.

Os primeiros pagamentos as empresas serão realizados pela Secretaria da Fazenda do Paraná em 15 de dezembro, com a disponibilidade do saque até o dia 20 de cada mês.

Os pagamentos para as microempresas serão de R$ 1 mil, divididos em quatro parcelas de R$ 250, enquanto para as microempresas sem inscrição estadual e microempreendedores individuais terão direito a R$ 500, com dois pagamentos mensais de R$ 250.

A estimativa do Governo do Paraná é que R$ 12,9 milhões sejam investidos pelo executivo para auxiliar as empresas do setor cultural e turístico do Estado.

Confira abaixo a lista dos setores autorizadas a receberem o auxílio emergencial no Paraná:

  • Produção teatral;
  • Produção musical;
  • Produção de espetáculos de dança;
  • Produção de espetáculos circenses, de marionetes e similares;
  • Artes cênicas, espetáculos e atividades complementares não especificadas;
  • Atividades de artistas plásticos, jornalistas independentes e escritores;
  • Restauração de obras de arte;
  • Gestão de espaços para artes cênicas, espetáculos e outras atividades artísticas;
  • Ensino de arte e cultura;
  • Ensino de dança;
  • Ensino de artes cênicas;
  • Fabricação de instrumentos musicais, peças e acessórios;
  • Ensino de música;
  • Atividades de produção cinematográfica, de vídeos e programas de televisão;
  • Agências de viagens;
  • Operadores turísticos;

LEIA MAIS: DER assina contratos para conservação das rodovias no período entre concessões