Curitiba tem mutirão do emprego para pessoas com mais de 50 anos

A ação prioriza uma faixa etária que ainda encontra dificuldades para conseguir uma colocação; 14 empresas participam do mutirão, que oferta mais de 960 vagas.

Redação - 26 de maio de 2022, 07:05

Foto: Agência Brasília
Foto: Agência Brasília

Curitiba terá um mutirão de emprego voltado para pessoas com mais de 50 anos nesta quinta-feira (26). A ação acontece na Agência do Trabalhador da Capital e oferta mais de 960 vagas, de acordo com a Secretaria da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf).

Conforme a pasta, 14 empresas participam do mutirão da Empregabilidade 50+. Há oportunidades disponíveis em diversas áreas, como nos setores do comércio e serviços. A ação prioriza uma faixa etária que ainda encontra dificuldades para conseguir uma colocação.

“Sabemos que, muitas vezes, a idade é um limitante para o mercado de trabalho. Quando pensamos em uma ação como esta, é justamente essa dificuldade que queremos eliminar e mostrar que muitas pessoas querem trabalhar e precisam de uma oportunidade”, avalia Rafael Santos, gestor da Agência do Trabalhador de Curitiba.

As principais vagas ofertadas no mutirão são para atendente de telemarketing, operador de caixa, repositor, açougueiro, balconista, padeiro, empacotador, fiscal de loja, manobrista, zelador, pedreiro, eletrotécnico, eletricista industrial, mecânico diesel, auxiliar de cozinha, secretária, vendedor interno e auxiliar operacional.

Esta é mais uma edição dos mutirões temáticos que fazem parte de diversas iniciativas desenvolvidas pela Secretaria da Justiça, Família e Trabalho, para agilizar o encaminhamento de trabalhadores a vagas de emprego. A estratégia é fazer busca ativa de captação de vagas nas empresas.

“Essa é uma política que dá muito certo. A gente faz um trabalho prévio de sensibilização das empresas para captação de vagas específicas para que o público-alvo já saia contratado neste dia”, disse Suelen Glinski, chefe do Departamento de Trabalho da Sejuf.

O Paraná possui um dos melhores índices de empregabilidade do país, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No último recorte do primeiro trimestre de 2022 a taxa de desocupação ficou em 6,8% no Estado, quatro pontos percentuais abaixo da média nacional (11,1%) e poucos pontos percentuais acima do que alguns economistas consideram dentro da margem da totalidade da população encaixada, em torno de 4% a 6%.

Em relação à maior taxa de desocupação do Brasil, registrada na Bahia (17,6%), o índice do Paraná ficou 10,8 pontos percentuais abaixo no primeiro trimestre.

Leia também:
Governo deve passar por órgãos de controle para alterar preços na Petrobras
Economia
Governo deve passar por órgãos de controle para alterar preços na Petrobras

Nicola Pamplona - Folhapress

25 de maio de 2022, 18:28

Companhias aéreas têm 10 dias para explicar irregularidades
Economia
Companhias aéreas têm 10 dias para explicar irregularidades

Redação

25 de maio de 2022, 12:29

« arraste para o lado »