Paraná fecha o primeiro semestre com 90 mil empregos

Emprego continua crescendo no Paraná e o Estado é destaque nacional na geração de mão-de-obra com carteira assinada.

Redação - 28 de julho de 2022, 18:07

Foto: Gilson Abreu/AEN
Foto: Gilson Abreu/AEN


O Governo do Estado divulgou, nesta quinta-feira, através da Agência Estadual de Notícias (AEN) levantamento feito pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) onde mostra que o Paraná manteve em junho o forte crescimento na geração de empregos e se consolidou como maior polo de contratações com carteira assinada do Sul do País, com mais de 90 mil contratações ao longo do primeiro semestre de 2022.


O Estado abriu 14.061 postos formais no mês passado, resultado de 144.112 admissões e 130.051 desligamentos. Foi o quarto maior saldo do País, atrás apenas de São Paulo (80.267 vagas), Minas Gerais (31.092) e Rio de Janeiro (22.922), os estados mais populosos da Federação.


Com seis resultados positivos em sequência, o Paraná fechou o semestre com crédito de 90.119 contratações, novamente o quarto melhor desempenho do Brasil, imediatamente após São Paulo (385.464), Minas Gerais (140.319) e Rio de Janeiro (104.144). Santa Catarina, com 84.367 vagas, finalizou na quinta posição. Já o Rio Grande do Sul apareceu em oitavo, com 74.480.


No acumulado de 12 meses, de julho de 2021 a junho de 2022, o Estado também segue com o melhor resultado da Região Sul, com um saldo de 152.049 postos de trabalho formais, contra 132.526 do Rio Grande do Sul e 131.069 de Santa Catarina. (AEN)

MUNICÍPIOS 

Dos 399 municípios paranaenses, 265 fecharam junho com saldo positivo na abertura de vagas, o que corresponde a 66% do total. Em 11 deles, o número de contratações e de demissões foi o mesmo, com um saldo igual a 0. As outras 123 cidades (30,5%) tiveram saldo negativo no período.
Os municípios com o maior saldo de contratações foram Curitiba (6.295), São José dos Pinhais (866), Londrina (769), Ponta Grossa (669), Maringá (504), Araucária (390), Cascavel (338), Cianorte (292), Campo Mourão (271), Colombo (263) e Francisco Beltrão (233).


NACIONAL 

O Caged revelou que o Brasil fechou o mês de junho com um saldo de 277.944 empregos formais (com carteira assinada), resultado de 1.898.876 de contratações e 1.620.932 desligamentos. No acumulado do ano, foi registrado saldo de 1.334.791 empregos, decorrente de 11.633.347 admissões e de 10.298.556 desligamentos.