Paraná fecha semestre com déficit na balança comercial

De acordo com economista, a justificativa se dá pelas dificuldades impostas pela guerra entre Rússia e Ucrânia.

Redação - 14 de julho de 2022, 13:11

(Foto: Gelson Bampi/Divulgação)
(Foto: Gelson Bampi/Divulgação)

O Paraná terminou o primeiro semestre de 2022 com déficit de 123 milhões de dólares na balança comercial. Os dados de importações e exportações no estado foram divulgados nesta semana pelo Ministério da Economia.

No semestre, as importações somam 10,7 bilhões de dólares, um crescimento de 35% na comparação com o mesmo período de 2021. Já as exportações somam 10,6 bilhões de dólares em vendas para o exterior entre janeiro e junho deste ano, o que representa uma alta de 15% com relação ao ano passado.

De acordo com o economista da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Evânio Felippe, a justificativa pelo déficit na balança se dá pelas dificuldades impostas pela guerra entre Rússia e Ucrânia.

“Houve elevação no preço de vários produtos no mercado internacional. Como efeito disso, estão a escassez de insumos e matérias-primas no mundo todo. Por isso, as indústrias antecipam a compra destes produtos para garantir um preço menor e também que não faltem ou demorem a chegar, atrasando o ritmo de produção nas fábricas”, explica Evânio.

Com relação ao mês de junho, o saldo da balança comercial ficou positivo, em 94,5 milhões de dólares.

EXPORTAÇÕES NO PARANÁ

A China continua sendo o principal destino das exportações no Paraná, somando US$ 2,053 bilhões. Embora seja o principal mercado consumidor dos produtos do estado, as vendas para o país asiático este ano estão 31% abaixo do que foi registrado no primeiro semestre de 2021.

IMPORTAÇÕES NO PARANÁ

Nas importações, quase 50% da pauta está concentrada em cinco países principais. China, com 24% do total; Estados Unidos, com 12%; Rússia, com 4,4%; e Paraguai, com 4,3% da pauta.

Outro ponto de atenção é a alta expressiva na aquisição de adubos e fertilizantes vindos da Rússia, que somam 93% de tudo que o Paraná importa de lá.