Paraná perdeu R$ 1,4 bilhão em ICMS devido a pandemia da Covid-19

Redação

Paraná perdeu R$ 1,4 bilhão em ICMS devido a pandemia da Covid-19

A pandemia da Covid-19 causou um prejuízo de R$ 1,47 bilhão na arrecadação do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) pelo Paraná, entre os meses de janeiro e julho, em comparação ao mesmo período de 2019.

O ICMS é o principal tributo arrecado pelo Governo do Paraná, sendo um dos principais termômetros do mercado.

Somente entre os meses de março e julho a queda nos rendimentos foram de R$ 1,72 bilhão, mesmo que em junho o Paraná tenha registrado crescimento de 1,4% em comparação ao mesmo período de 2019.

Foram arrecadados em julho R$ 2,59 bilhões, números que indicam uma estabilização nos prejuízos causados pela pandemia da Covid-19 nos cofres públicos.

Outro número que indica uma retomada na recuperação econômica é que 98% das empresas do estado emitiram algum documento fiscal em julho, maior índice desde o início da pandemia da Covid-19 em março.

No início de mês de julho, 12,6 mil empresas estavam com suas atividades paralisadas, enquanto agosto iniciou com 2.667 empresas sem atividade.

Os setores da economia que mais apresentaram recuperação foram a  agricultura (31,7%), indústria (13,8%), comércio varejista (8,7%), combustíveis (7,2%) e comércio atacadista (4,4%).

Já os setores que registraram queda foram o automotivo (-13,8%), de energia (-12,8%) e bebidas (-1,2%), além do segmento de combustíveis que tem notado perdas de R$ 40 milhões por semana.

Observando o cenário de forma regional, a macrorregião Leste apresentou destaque para o comércio atacadista, que registrou crescimento de 15,3% entre os meses de junho e julho deste ano.

Na macrorregião Noroeste, quem apresentou bons índices foi o setor industrial, enquanto no Norte e no Oeste o segmento de transformação apresentou crescimento de 123,4% e 123,1%, respectivamente.

Previous ArticleNext Article