Paraná mantém tradição e se destaca no Prêmio de Excelência Gráfica Fernando Pini

Pedro Ribeiro


 

A cada ano, o Paraná se consolida ainda mais como o estado que mais leva troféus para casa no Prêmio Brasileiro de Excelência Gráfica Fernando Pini, depois de São Paulo. Na 28ª edição, entregue no último dia 27, no Espaço das Américas, na capital paulista, 14 produtos de seis gráficas paranaenses foram premiados, representando 21% da premiação. O Prêmio Fernando Pini é realizado pela ABTG (Associação Brasileira de Tecnologia Gráfica), com apoio da Abigraf Nacional (Associação Brasileira da Indústria Gráfica). Foi criado em 1991 e premia os melhores trabalhos do setor em todo o Brasil.
As vencedoras paranaenses foram Ótima, Corgraf e Belton, com três conquistas cada uma; Lisegraff e Malires, com dois troféus, e Catuaí, com uma conquista. São empresas associadas ao Sigep/Abigraf-PR (Sindicato das Indústrias Gráficas do Paraná e Associação Brasileira da Indústria Gráfica – Abigraf Regional Paraná).
Segundo o presidente do Sigep, Abilio de Oliveira Santana, as premiações são prova do quanto as empresas têm se movimentado em busca de soluções para atender aos clientes de forma diferenciada. “Vivemos em um momento de reinvenção dos negócios, em vários setores. Isso estimula as gráficas a transformarem seus produtos, atendimento, mercado e tudo mais que for necessário para buscar crescimento. O resultado são produtos melhores, com mais qualidade, e que se refletem em prêmios, como o Pini”
O presidente da Abigraf-PR, Jair Leite, aponta que o destaque nacional é reflexo, também, da qualidade do Prêmio Paranaense de Excelência Gráfica Oscar Schrappe Sobrinho. “Cada vez mais as empresas estão evoluindo na apresentação dos seus trabalhos no nosso prêmio estadual. Assim, chegam ao Pini com amplas condições de conquistarem troféus em algumas categorias. Isso tem se repetido ano a ano, mostrando a consolidação do Paraná como destaque na premiação nacional”.

Previous ArticleNext Article