Paraná registra o maior crescimento na produção industrial dos últimos oito anos

Redação

indústria, paraná, pib, pib industrial, produto interno bruto, ibge, brasil, país, produção industrial, 2019

O Paraná registrou crescimento de 5,7% na produção industrial(quantidade de itens fabricados) em 2019, o melhor índice dos últimos oito anos e o maior do país, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). A indústria só teve um resultado melhor em 2011, quando a alta foi de 11,2%.

O estado liderou o ranking nacional ao longo do ano, enquanto o indicador nacional registrou queda de 1,1% no mesmo período.

O principal destaque foi o setor automotivo, que teve crescimento de 25,7% em relação a 2018. Na sequência, aparecem as máquinas e equipamentos, com 9,5%. Alimentos, com 8,8%, fabricação de produtos de metal, 7,1%, e máquinas, aparelhos e materiais elétricos somam 5,3%.

“Algumas medidas adotadas pelo Governo Federal, principalmente no segundo semestre, contribuíram para melhorar o ambiente de negócios no país. A liberação do saque do FTGS, as sucessivas quedas da Selic e a expansão do crédito, o controle da inflação e a melhora na oferta de empregos se refletiram em aumento do consumo”, avalia Evânio Felippe, economista da Fiep (Federação das Indústrias do Paraná).

Por outro lado, os setores com maior dificuldades são o da madeira, com queda de 7%; produtos derivados do petróleo, 3,8%; produtos químicos, 2,%; e fabricação de móveis, 1%.

PARANÁ TAMBÉM SE DESTACA NA GERAÇÃO DE EMPREGOS

Além disso, o Paraná foi o quarto estado que mais gerou emprego no Brasil em 2019, segundo o balanço feito pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados). O índice é o melhor dos últimos seis anos e aponta um crescimento de 24,28% em relação a 2018.

O balanço ainda mostra que o 121 das 399 cidades contrataram, pelo menos, mil pessoas. Além disso, foram 2,6 milhões de pessoas empregadas com carteiras assinadas do país.

Juntas, Curitiba, Maringá, São José dos Pinhais, Cascavel, Pato Branco, Fazenda Rio Grande, Cornélio Procópio, Pinhais, Foz do Iguaçu e Toledo geraram 36.603 novos empregos.

Previous ArticleNext Article