Dia dos Namorados: menos casais devem trocar presentes neste ano

Angelo Sfair

dia dos namorados, presente, comércio, presente, economia, fecomércio

Uma pesquisa sobre a intenção de compra para o Dia dos Namorados mostra que 61,2% dos casais paranaenses pretendem trocar presentes no dia 12 de junho. O número é inferior ao registrado no ano passado, quando 64,5% dos apaixonados disseram que tinham a intenção de presentear o parceiro ou parceira.

Apesar dos casais estarem menos dispostos a trocar presentes, os entrevistados revelaram a intenção de gastar mais com a lembrança. O valor médio investido em 2019 será de R$ 143,75; no ano passado, cada presente custou, em média, R$ 128,25.

Motivos para não presentear

Por mais óbvio que pareça, 58,8% dos entrevistados que não vão fazer compras para o dia 12 de junho disseram não presentearão ninguém no Dia dos Namorados porque não estão em um relacionamento estável.

Entre os entrevistados que têm um parceiro, a principal razão para não fazer compras é econômica: 22,8% dos apaixonados responderam que a questão financeira vai impedir a troca de presentes.

Valor do presente

Mais de 70% dos namorados ou namoradas que vão presentear o (a) parceiro (a) disseram que vão investir até R$ 150,00. Pouco mais de 20% vão gastar entre R$ 150,00 e R$ 300,00. Os que vão investir mais do que isso correspondem a cerca de 9%.

Preferências

Quase metade dos presenteados (46,1%) vão ganhar roupas ou calçados no Dia dos Namorados. Artigos de perfumaria também estão entre os mais procurados (29,5%). Completam a lista de presentes citados viagens e jantares (14%), flores (7,3%), ingressos de shows e acessórios (8,3%) também foram mencionados.

Um em cada cinco entrevistados não respondeu a essa pergunta porque prefere surpreender ou ser surpreendido neste Dia dos Namorados.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="626995" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]