Petrobras encerra fábrica de fertilizantes no Paraná e vai demitir quase 400 pessoas

Vinicius Cordeiro

petrobras fábrica paraná

A Petrobras encerrou as atividades na ANSA (Araucária Nitrogenados S.A), fábrica de fertilizantes na Região Metropolitana de Curitiba, e vai demitir os 396 empregados da unidade no Paraná. O anúncio foi feito nesta terça-feira (14).

Segundo a estatal, a decisão ocorre após o encerramento das tentativas de venda do ativo por mais de dois anos. As negociações chegaram a avançar com a companhia russa Acron Group, mas não houve a efetivação da venda. Além disso, a ação “dá continuidade à estratégia de focar em ativos que gerem maior retorno financeiro”. No ano passado, a empresa fechou fábricas no Sergipe e na Bahia por também serem consideradas deficitárias.

O comunicado revela que a Ansa gerou um déficit quase R$ 250 milhões de janeiro a setembro de 2019 e a estimativa para o final de 2020 seria um prejuízo acima de R$ 400 milhões.

Uma das motivações é que o preço da matéria-prima utilizada na fábrica – resíduo asfáltico – está mais caro do que seus produtos finais – amônia e ureia.

A ANSA foi adquirida a Vale de Fertilizantes S.A. em 2013 e era a única fábrica de fertilizantes do país que opera com esse tipo de matéria-prima.

DEMISSÕES: PETROBRAS PAGARÁ PACOTE ADICIONAL

A Petrobras afirma que, além das verbas rescisórias legais, as 396 pessoas vão receber, um pacote adicional composto de valor monetário entre R$ 50 mil e R$ 200 mil, proporcional à remuneração e ao tempo trabalhado. Hoje (14), houve uma reunião com o sindicato para tratar do tema.

Além disso, os empregados ainda terão a manutenção de plano médico e odontológico; benefício farmácia e auxílio educacional por até 24 meses. Por último, a empresa garante que eles terão uma assessoria especializada de recolocação profissional.

Por fim, a Petrobras declarou que está em fase final de negociação de convênio para oferecer programas de capacitação e requalificação profissional para as comunidades que ficam no entorno da fábrica de Araucária. Ao todo, serão oferecidas 1000 vagas para moradores.

Previous ArticleNext Article