Portos do Paraná quebram recorde histórico na movimentação de cargas

Redação

Portos do Paraná quebram recorde histórico na movimentação de cargas

Os portos do Paraná em Antonina e Paranaguá registraram nesta segunda-feira (30), o recorde histórico na movimentação de cargas com 53,382 milhões de toneladas.

Somente em novembro devem ser movimentadas pelos dois portos 4.459.487 toneladas de cargas.

“Trabalhamos muito com planejamento para que os portos paranaenses não fechassem um dia sequer por causa da pandemia. Tudo isso garantindo a segurança dos trabalhadores e de quem usa os nossos terminais. Em um ano totalmente difícil, por isso temos muito a comemorar. É fruto de um excelente trabalho de equipe”, explicou o governador do Paraná, Ratinho Junior.

Neste ano, os portos do Paraná já haviam quebrado em maio, o recorde mensal da história desses ancoradouros, quando foram movimentadas 5.716.477 toneladas de cargas.

“É um resultado do Paraná, de toda a comunidade portuária. Sempre falamos aqui: o porto tem se ser cada vez mais competitivo e eficiente. Apesar da pandemia, o ano foi de muito trabalho. As exportações de grãos e alimentos cresceram, com o câmbio favorável, e o tempo seco favoreceu os embarques”, analisou o diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia.

Cerca de 65% de toda a movimentação dos portos nos dez primeiros meses de 2020 foram de produtos de exportação, equivalente a 38,1 milhões de toneladas. Em comparação ao mesmo período do ano passado, o volume neste ano foi 13% superior.

Dentre as exportações, a liderança nas movimentações foram dos granéis sólidos, com quase 32,5 milhões de toneladas de grãos, 10% superior ao registrado nos dez primeiros meses de 2019.

LEIA MAIS: Paraná deve produzir 24,3 milhões de toneladas de grãos na safra verão 20/21

Previous ArticleNext Article