Preço da cesta básica curitibana ficou mais barato, aponta Dieese

Francielly Azevedo

A cesta básica em Curitiba ficou 1,07% mais barata em junho em relação ao mês de maio, de acordo com a Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, realizada mensalmente pelo departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE). O valor da cesta na capital paranaense caiu de R$ 451,38 em maio para R$ 446,54 em junho. Foi a terceira menor queda entre as dez capitais que tiveram redução de preços.

Em 12 meses (comparação de junho de 2019 com junho de 2018), a variação foi de 8,27% e no ano de 2019 (comparação de junho/2019 com dezembro/2018) teve aumento de 6,56%.

O custo da alimentação mínima para uma família curitibana (1 casal e 2 crianças), foi de R$ 1.339,62 (mil trezentos e trinta e nove reais e sessenta e dois centavos), sendo necessários 1,34 salários mínimos somente para satisfazer as necessidades do trabalhador e sua família com alimentação no mês de junho de 2019. A cesta básica teve um custo mensal de R$ 446,54, tendo um custo diário de R$ 14,88.

Quando se compara o custo da cesta e o salário mínimo líquido, ou seja, após o desconto referente à Previdência Social, a relação passou de 49,16% em maio de 2019 para 48,63% em junho de 2019.

No ano, a cesta básica de Curitiba apresenta uma variação de 6,56% sendo a quinta menor variação entre as capitais pesquisadas. Na comparação anual (mesmo mês do ano anterior), a cesta básica de Curitiba teve aumento de 8,27%, sendo a segunda menor alta entre as dezoito capitais pesquisadas.

Dos 13 produtos pesquisados, cinco registraram queda em junho de 2019 em relação a maio de 2019: a banana (-6,89%), o feijão preto (-6,88%), a batata (-2,20%), o arroz (-1,21%) e a carne (-0,89%). Por outro lado, oito itens tiveram aumento: o açúcar (3,70%), o café (1,86%), a manteiga (1,28%), o óleo de soja (1,26%) o tomate (0,62%), o pão (0,40%), o leite (0,29%), e o farinha de trigo (0,25%).

Em 12 meses, nove produtos apresentam aumento: a batata (51,54%), o tomate (41,92%), o feijão preto (26,13%), a manteiga (16,31%), a farinha de trigo (10,74%), o arroz (5,63%), o óleo de soja (3,61%), o pão francês (2,23%) e o açúcar (0,45%). Por outro lado, quatro itens apresentaram queda: o café (-7,07%), o leite integral (-6,20%), a banana (-1,47%) e a carne (-0,04%).

*Com informações da assessoria*

Previous ArticleNext Article
Avatar
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.