Produtores de bebidas pedem isonomia tributária

Jordana Martinez


Repórter Andressa Tavares/ CBNCuritiba

O setor de bebidas do Paraná, formado por pequenas indústrias de refrigerantes, microcervejarias e fabricantes de vinhos, está mobilizado em busca de isonomia tributária.

O movimento foi desencadeado pela não renovação de um incentivo fiscal relativo ao ICMS, que terminou em dezembro do ano passado.

O presidente da Associação dos fabricantes de refrigerantes do Brasil, Fernando Rodrigues de Bairros, diz que o setor esta sofrendo com a falta de isonomia tributária, já que grandes indústrias têm alíquotas diferenciadas, com prolongamento do prazo de pagamento de impostos e outros benefícios.

 

De acordo com o presidente da Associação dos fabricantes de refrigerante, nos últimos anos, o número de pequenas indústrias do setor de bebidas caiu de 47 para 15 no Paraná. Em razão, principalmente, segundo ele, do sistema tributário desigual. Bairros fala das consequências para o consumidor.

Uma Frente Parlamentar sobre o assunto foi criada na Assembleia Legislativa. A ideia é discutir o que o grupo classifica como “distorção tributara” e recuperar os incentivos fiscais destinados às médias e pequenas indústrias do setor de bebidas no Paraná.

Uma pauta de reivindicações já foi levada pelos empresários ao governo do estado.

A reunião mais recente aconteceu nesta quarta-feira (10) com o secretário da Fazenda. Segundo a assessoria de imprensa do Palácio Iguaçu, Mauro Ricardo Costa está aguardando dados dos empresários pra avaliar a situação. O secretário disse, ainda, que o dialogo está aberto.

 

Previous ArticleNext Article
Profissional multimídia com passagens pela Tv Band Curitiba, RPC, Rede Massa, RicTv, rádio CBNCuritiba e BandNewsCuritiba. Hoje é editora-chefe do Paraná Portal.
[post_explorer post_id="378530" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]