Professora de Paranaguá fatura prêmio milionário do Nota Paraná

Roger Pereira


O governador Beto Richa entregou nesta quarta-feira (20), à professora Beatriz Cardoso da Silva, o prêmio de R$ 1 milhão do sorteio especial de Natal do programa Nota Paraná. A professora da rede municipal de ensino de Paranaguá, no Litoral do Estado, foi a grande ganhadora deste sorteio especial e muito aplaudida na solenidade de premiação, realizada no Palácio Iguaçu, em Curitiba. O segundo maior prêmio, de R$ 120 mil, foi para Marcos Bortoletto, de Curitiba, e o prêmio de R$ 80 mil saiu para o auditor-fiscal aposentado Clyde Werneck Prates, morador de Ponta Grossa, nos Campos Gerais.

Ao cumprimentar os ganhadores, Richa enfatizou o ato de cidadania fiscal de um cada um deles. “Cumprimento-os por acreditarem no programa Nota Paraná. Que o prêmio torne mais feliz o Natal de suas famílias”, afirmou.

Criado em 2015, o programa devolve aos contribuintes que pedem CPF na nota fiscal de suas compras no varejo 30% do ICMS recolhido pelo comerciante. Além disso concede prêmios mensais em dinheiro. O governador destacou que o Nota Paraná já distribui mais de R$ 750 milhões entre prêmios e créditos. Só para as instituições sem fins lucrativos foram R$ 51 milhões.

“Este é um programa em que todos ganham. Pedindo a nota fiscal se combate a sonegação e a concorrência desleal e aumenta a arrecadação do Estado. Isso resulta em mais investimentos em áreas essenciais para a população”, afirmou Richa. Ele ressaltou que a criação do programa integrou as medidas do ajuste fiscal feito pelo Governo do Estado. O ajuste garantiu aumento na arrecadação e redução das despesas públicas. “O resultado é o equilíbrio fiscal e a ampliação da capacidade de investimentos do Estado”, afirmou o governador.

Richa lembrou que o Paraná pode, inclusive, antecipar o 13º e o salário do mês de dezembro dos servidores. “Em menos de 30 dias injetamos na economia mais de R$ 5 bilhões, contribuindo para movimentar o comércio e serviços”.

INESPERADA – Para Beatriz Cardoso da Silva, de 49 anos, a notícia da premiação não poderia vir de forma mais inesperada. Com apenas 5 notas, após compras no valor de R$ 340 ela recebeu uma ligação do próprio governador para comunicá-la sobre o prêmio. No dia, a professora conta que não acreditou muito e que a ficha só caiu, de fato, quando um colega afirmou que viu o vídeo do governador nas redes sociais. “A minha voz no vídeo demonstra que eu estava meio desconfiada. Minutos depois, quando um amigo veio até minha casa para me dar os parabéns, é que comecei a acreditar”, diz.

A moradora de Paranaguá dá aulas para crianças da rede municipal de ensino desde 2005 e garante que, mesmo com o prêmio, não pretende deixar de trabalhar. “Vou continuar o meu trabalho normalmente, não vivo sem minhas crianças. Vou usar o dinheiro para pagar contas, reformar a casa e aplicar o restante para garantir uma aposentadoria tranquila”, disse.

Previous ArticleNext Article
Roger Pereira
Repórter do Paraná Portal