Taxa de desemprego no país se mantém em 13,3%

Mariana Ohde


A taxa de desemprego ficou em 13,3% no trimestre encerrado em maio deste ano, segundo o último levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esta foi a maior taxa de desocupação para um trimestre encerrado em maio desde o início da série da pesquisa, em 2012.

Com o resultado, a taxa segue estável em relação ao trimestre encerrado em fevereiro. Na comparação com o trimestre encerrado em maio de 2016 (11,2%), no entanto, houve um aumento de 2,1 pontos percentuais. Segundo a Pnad, a população desocupada chegou a 13,8 milhões de pessoas, permanecendo estável em relação a fevereiro e crescendo 20,4% em relação a maio de 2016 (2,3 milhões de pessoas a mais).

Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, divulgada nesta sexta-feira (30).

Ocupação

O nível de ocupação, que é o percentual de pessoas ocupadas em idade de trabalhar, também atingiu o menor nível da série histórica da pesquisa para trimestres encerrados em maio (53,4%). Em relação a maio de 2016, houve queda de 1,3 ponto percentual (54,7%).

A população ocupada, de 89,7 milhões, também manteve-se em relação a fevereiro, mas caiu 1,3% (menos 1,2 milhão de pessoas) em relação a maio de 2016. Os empregos com carteira assinada somaram 33,3 milhões, 1,4% a menos do que fevereiro (menos 479 mil pessoas) e 3,4% a menos do que maio de 2016 (menos 1,2 milhão de pessoas).

Atividades

A Agricultura, Pecuária, Produção Florestal, Pesca e Agricultura está entre as atividades que registraram queda na população ocupada em relação ao trimestre de março a maio de 2016 (-7,3% ou -684 mil pessoas). Também sofreram redução a Construção (-10,6% ou -793 mil pessoas) e Serviços domésticos (-3,2% ou -203 mil pessoas).

O aumento, neste período, aconteceu em Alojamento e Alimentação (12,5% ou mais 568 mil pessoas) e Outros serviços (6,2% ou mais 257 mil pessoas). Os demais grupamentos não apresentaram variação significativa, segundo o IBGE.

Rendimento médio

Na comparação com o período de março a maio de 2016, o grupamento Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura apresentou elevação da renda média de 7,8%, enquanto os demais grupamentos se mantiveram estáveis.

Previous ArticleNext Article
Repórter no Paraná Portal
[post_explorer post_id="481387" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]