Temer cita vinda de fábrica ao Paraná como parte de avanços de seu governo

Roger Pereira


Por Narley Resende

Em visita ao Paraná, o presidente interino, Michel Temer, do PMDB, participou, nesta terça-feira, em Ortigueira, região dos Campos Gerais, no interior do Paraná, da inauguração da fábrica da empresa Klabin, que produz celulose e papel. Foi a primeira visita de Temer ao Estado como presidente da República. A instalação da fábrica foi anunciada como o maior investimento privado da história do Paraná, com a injeção de 8 bilhões e meio de reais. Empolgado com a inauguração, Temer citou o desemprego no País e até confundiu os números.

“São quase 12 milhões de empregados e hoje eu já tirei desta situação 1,5 milhão, quer dizer, 1500 pessoas, com os empregos que foram gerados por esse trabalho da Klabin, além das 40 mil pessoas que trabalharam na obra, que mostra as potencialidades de nosso país”.

Com a instalação da fábrica, fruto de um projeto que dura mais de quatro anos, serão criados mil e 400 empregos diretos e indiretos. Uma parceria entre o governo estadual e a empresa resultou também em obras e melhorias rodoviárias na região. O empreendimento teve incentivo fiscal do programa Paraná Competitivo, anterior ao governo de Michel Temer. A previsão é de que a fábrica gere cerca de R$ 300 milhões em impostos federais, estaduais e municipais. Metade do ICMS gerado vai ficar com a prefeitura de Ortigueira e a outra metade vai ser dividida entre 12 municípios dos Campos Gerais e Norte Pioneiro. O governador Beto Richa, do PSDB, ressaltou que o empreendimento é fruto de uma longa negociação.

“Nessas tratativas que temos há quatro anos com a Klabin, desde o início da concepção deste projeto, foram uma série de reuniões técnicas e reuniões que eu mesmo participei, para esse projeto que traz grande progresso para os 12 municípios da região que serão beneficiados com a implantação da Klabin”, afirmou.

Sobre a permanência na presidência da República, Michel Temer disse que age como presidente legítimo e aguarda uma decisão definitiva do Senado Federal. Ele citou a prorrogação do pagamento das dívidas dos estados para o ano que vem como uma das medidas possíveis graças ao apoio que conseguiu no Congresso Nacional. “Não vou esperar nada por ser interino. Estou trabalhando e agindo como presidente efetivo. Não é a figura do presidente que vale, é o exercício pleno da Presidência da República”, disse.

Michel Temer também participaria hoje (terça) da inauguração da Casa da Mulher Brasileira em Curitiba, mas a visita à capital paranaense foi cancelada. O motivo não foi informado.

Até ontem (segunda) a inauguração estava mantida com a presença do ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, e da secretária Especial de Política para as Mulheres, Fátima Pelaes.

Mas, a prefeitura cancelou o evento porque a secretária nacional não poderia mais comparecer. O motivo seria uma pauta urgente no Congresso.

Ainda não se sabe para quando a inauguração oficial vai ser remarcada. A Casa da Mulher já está em funcionamento. Mesmo sem a inauguração, um grupo de manifestantes fez um ato em frente ao local, no bairro Cabral, em protesto contra o governo de Michel Temer.

Previous ArticleNext Article
Roger Pereira
Repórter do Paraná Portal