TIM garante 5G para as três capitais do sul em 2022

Redação

TIM promete 5G em 2022 para capitais do sul

A empresa de telefonia TIM fez na manhã desta quinta-feira (9) um balanço das suas atividades na região sul do país em 2021 e apresentou seu principais projetos para 2022. Entre os destaques, a companhia informou que seus clientes de Curitiba, Florianópolis e Porto Alegre terão à disposição a tecnologia 5G durante o próximo ano.

A TIM foi uma das principais vencedoras da frequência que permitirá a implantação do 5G no Brasil. A empresa arrematou importantes lotes nacionais e regionais, que garantem sua operação com a quinta geração de internet móvel em todo o país, somando uma oferta de preço total de cerca R$ 431 milhões.

Além do 5G: operadora investe em infraestrutura de rede na região Sul

Líder de mercado na região Sul, com 37,1% dos clientes de telefonia móvel, a empresa fecha o ano de 2021 com bons resultados nos três estados. A operadora, que já é líder na oferta do 4G em 100% das cidades de Santa Catarina e no Paraná, avançou em mais 100 cidades a cobertura de quarta geração do Rio Grande do Sul, chegando a 365 municípios (96,6% da população urbana coberta).

O número de cidades gaúchas cobertas também deve aumentar em 2022 para mais 34. Serão 100% das cidades gaúchas cobertas até 2023. A operadora também consolidou sua liderança na entrega da tecnologia 4.5G no Paraná. Já são 200 cidades.

“Trabalhamos fortemente consolidar ainda mais nossa presença e liderança de mercado na região. São investimentos robustos em infraestrutura de rede, tecnologia e inovação para garantir que nossos clientes tenham a melhor experiência com nossos serviços. Além da forte evolução da cobertura 4G seguimos preparando o caminho para a chegada da tecnologia 5G que, acreditamos, irá democratizar o acesso à saúde, à educação à distância e a inclusão e transformação digital nas cidades, estimulando a geração de mais negócios e oportunidades para a vida dos brasileiros”, disse diretor comercial da TIM para a região Sul, Christian Krieger.

O que há de novo na rede: Paraná ganha mais cobertura em rodovias

Além da ampliação de cobertura em novas cidades, a TIM fez investimentos em tecnologias já existentes. para maior qualidade e capacidade do sinal e velocidade no tráfego de dados, como a ativação de frequência de 700 MHz, NarrowBand IoT e Massive MIMO. O Massive MIMO, por exemplo, permite aumento de até quatro vezes da capacidade da rede em relação às soluções tradicionais. A frequência 700MHZ, possibilita maior cobertura em locais mais afastados e distantes das antenas e em ambientes indoor, como shoppings e estacionamentos subterrâneos.

Em grande parte das novas torres, a operadora implantou o inovador projeto SkyCoverage, o qual pode usar sites off-grid para expandir a cobertura 4G, especialmente nas estradas e em locais de difícil acesso e sem energia elétrica disponível. Os sites off-grid têm geração própria de energia solar e utilizam ainda baterias de lítio, com maior autonomia e capacidade para ciclos de carga e descarga e maior vida útil do equipamento.

Somente no Paraná, a infraestrutura – com previsão de 157 novas estações no biênio 2021/2022 – cobrirá 2.800 quilômetros de rodovias, além de distritos e vilas. Esse projeto também contempla a cobertura de oito resorts com foco no desenvolvimento turístico da região.

A importância da Região Sul para a empresa

“Esses investimentos mostram o quanto a Região Sul é relevante para a TIM Brasil. Além dos projetos para ampliação da nossa cobertura, a estratégia da companhia contempla projetos pioneiros nos três estados voltados especialmente para a implantação de novas tecnologias que já vêm trazendo ainda mais qualidade para a rede como o Massive Mimo, NB-IoT e VoLTE”, salienta Homero Salum, Gerente de Engenharia da TIM Brasil. A tecnologia VoLTE (Voz sobre a rede LTE) já está 1.059 cidades do Sul, reforçando a meta da operadora de levar a qualidade HD nas ligações para sua base com a melhor na experiência dos usuários.

Entre os principais pontos já beneficiados com melhorias no Paraná estão: rodovia Guaratuba/Garuva, no acesso de Itapoá (50% já coberta); Distrito de Piquirivaí, em Campo Mourão (melhoria no sentido Cascavel) e o Distrito Guaiporã, em Cafezal do Sul (entre Umuarama e Guaíra). Em Santa Catarina, já foram feitas melhorias no pedágio de Garuva (BR 376/101), Porto Escalvado (Itajaí), no trecho entre a rodovia Itajaí/Navegantes e no trevo da entreda da Praia da Pinheira (Município de Palhoça). Os trechos do Rio Grande do Sul com melhorias já finalizadas são Campo Bonito em Torres (com melhorias entre Torres e Três Cachoeiras) e Aguapés, em Osório (entre Osório e Maquiné).

Outra inovação em andamento é a solução denominada SLS (Street Level Service), planejada para locais de alta concentração de tráfego e com baixo impacto ambiental. O projeto-piloto já foi instalado em dois pontos da Avenida Atlântica de Balneário Camboriú. Outras 15 estações estão previstas para 2022 e que, além de Balneário Camboriú, beneficiarão clientes em Jurerê (Florianópolis), Itapema e Bombinhas.

 

 

 

 

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="810071" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]