Vinícula Araucária promove vindima

Pedro Ribeiro


Conhecer os detalhes de  um vinhedo, colher uva francesa, ver os processos  (e alguns segredos) de elaboração de vinhos finos e espumantes e apreciar um buffet inspirado na cozinha regional.  É isso que aguarda quem participar da vindima 2020 da Vinícola Araucária, em São José dos Pinhais, nos dias 15 (sábado) e 16 (domingo) de fevereiro.

Perto de meia tonelada de uva cabernet franc está pronta para ser colhida. Aos participantes da festa também está reservada a pisa das uvas, exatamente como se fazia antigamente. além de uma visita guiada pelos vinhedos. E tudo começa com um brinde (espumante da linha Poty Lazzaroto).

Os engenheiros agrônomos Pedro Gallina e Adolar Adur, sócios da Araucária, irão orientar a colheita, e o enólogo Marcos Vian, também sócio, explicará e mostrará  a arte de elaboração dos vinhos e espumantes da vinícola. Os horários para colher as uvas, nos dois dias, são os seguintes: 9h30, 10 horas, 10h30, 11 horas e 11h30.

Até o dia 30 de janeiro, o valor da entrada com todos os atrativos é de R$ 250,00, para adultos (crianças R$ 125,00). A partir de 31 de janeiro, o preço passará a R$ 290,00 para adultos (crianças R$ 145,00).

Inscrições pelo e-mail contato@vinicolaaraucaria.com.br  ou pelo telefone (41) 99689-2434 (WhatsApp).

O catálogo da Araucária contempla quatro linhas de produtos: 1 – Linha Poty: espumantes Poty brut, Poty demi-sec e Poty nature; 2 – Linha Angustifólia: tintos finos Angustifólia cabernet sauvignon, Angustifólia cabernet sauvignon Gran Reserva e Angustifólia merlot (garrafas de 750 ml e 375 ml), e branco fino Angustifólia chardonnay; 3 – Linha Gralha Azul: tinto fino merlot Gralha Azul e tinto fino cabernet franc Gralha Azul, e 4 – Linha Manacá: vinho tinto fino suave cabernet sauvignon Manacá.

Acesso – Vinícola Araucária e o Restaurante Gralha Azul Campestre ficam na Rua Aparecida Góes de Paula, 1.300, na Colônia Malhada, em São José dos Pinhais. Saindo de Curitiba, sentido Joinville, pela BR-376, entra-se à direita no trevo do Km 625, logo após o Hotel La Dolce Vita Park, fazendo o retorno em seguida. A partir daí, seguir pela estrada vicinal, observando a sinalização. São 11 quilômetros da BR-376 de estrada asfaltada até a vinícola e o restaurante.

 

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="681167" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]