Velha guarda perde espaço e novatos ocupam quase metade da Câmara de Curitiba

Angelo Sfair

câmara municipal de curitiba, velha guarda, novatos, reeleitos, novidades, eleições 2020, eleições municipais 2020, eleição

Nomes conhecidos da política de Curitiba passam a ocupar a lista de suplentes da Câmara Municipal de Curitiba a partir de 2021. De acordo com o Legislativo municipal, 13 ex-vereadores da velha guarda tentaram retornara à Casa, mas foram superados por novatos.

Para a 18ª Legislatura (2021-2024), quase metade das 38 cadeiras será ocupada por vereadores que nunca exerceram o cargo. O índice de renovação foi de 47% nas Eleições Municipais 2020.

Entre os políticos da velha guarda que figuram como suplentes de vereador a partir de 2021 estão dois ex-presidentes da Câmara Municipal de Curitiba.

Paulo Salamuni (PV), atual suplente do senador Oriovisto Guimarães (Pode), conseguiu 2.279 votos e ficou atrás de Maria Letícia Fagundes, reeleita com 4.019 votos. Com a experiência de sete mandatos, Salamuni é o primeiro suplente da legenda.

Outro ex-presidente da Câmara Municipal de Curitiba, o pastor Ailton Araújo (PSL) exerceu cinco mandatos entre 1989 e 2016. Agora, figura como terceiro suplente do partido após conquistar 2.802 votos nas urnas, no domingo (15).

Político da velha guarda, também com passagens pela Assembleia Legislativa do Paraná e pela Câmara dos Deputados, em Brasília, Ângelo Vanhoni (PT) conseguiu 4.034 votos, sendo o quinto mais votado da legenda. Ele será segundo suplente.

Outros políticos da velha guarda também ficaram para trás e dificilmente vão atuar na Câmara Municipal de Curitiba nos próximos quatro anos, entre eles Professor Matsuda (PV),  Roberto Aciolli (PV), Chicarelli (MDB), João do Suco (DEM) e Pedro Paulo (PT).

Entre os 38 vereadores eleitos, 18 são novidades. Os novos vereadores também tornam o Legislativo mais jovens, visto que a diferença da média de idade entre os novatos e os reeleitos é de 11 anos.

E entre os mais jovens estão as vereadores eleitas Indiara Barbosa, do NOVO, e Carol Dartora, do PT. Apesar da diferença no espectro político, elas reúnem mais semelhantes, além da mesma idade: 37 anos.

Ambas surpreenderam pela expressiva votação neste domingo (15). Indiara Barbosa recebeu a maior votação para a Câmara Municipal de Curitiba, com 12.147 votos. Carol Dartora foi conduzida ao cargo com 8.874 votos.

Previous ArticleNext Article