Eleições 2020: Veja o que Christiane Yared pretende fazer se for eleita prefeita de Curitiba

Redação

christiane yared, candidata, prefeita, curitiba, candidatos prefeitura curitiba, candidatos a prefeito de curitiba, eleições, eleição, eleições 2020

Christiane Yared é candidata a prefeita de Curitiba pelo PL (Partido Liberal) nas Eleições 2020. Ao Paraná Portal, ela falou sobre o que pretende fazer caso seja eleita, abordou suas principais propostas e como pretende agir durante o pós-pandemia.

1. Por que a senhora acredita que deve assumir a Prefeitura de Curitiba?

Christiane Yared: Quero assumir a gestão da prefeitura por ter me preparado desde 2018 para isso.  Nos encontros do PL Mulher conversei com mais de 15 mil curitibanas que, entre muitas reclamações, também me apresentaram soluções. Ali foi aguçada em mim a vontade de contribuir mais com a minha cidade. E ficou claro que o mais necessário neste momento é ouvir a população, pois as soluções mais simples e eficazes saem de quem vivencia o problema. Meu compromisso é o de fazer uma gestão diferente e cuidar das pessoas com uma gestão inclusiva e austera.

2. Quais são os principais desafios que a senhora deverá enfrentar no caso de ser eleita?

Christiane Yared: Acabar com os penduricalhos que hoje inflam a máquina pública e oneram os cofres públicos. Diminuir a máquina pública e rever os contratos é primordial para que possamos priorizar o que realmente precisa de mais atenção. Aquecer a economia da cidade e gerar empregos será o grande desafio a ser enfrentado para trazer novamente a dignidade aos curitibanos, que neste período pandêmico sofreram com a ausência do poder público.

3. Destaque suas principais propostas para resolver os problemas que a senhora acredita que a cidade possui?

Christiane Yared: A retomada da geração de emprego e renda, a revisão do valor abusivo das passagens do transporte público, a melhoria da segurança pública e o zelo com os animais são algumas questões que precisam ser encaminhadas e resolvidas com urgência.

Diminuir o número de secretarias e o de cargos em comissão, ‘cortando na carne’’, e fazendo com que a máquina pública seja enxugada, é outra necessidade premente. Só enxugando a máquina conseguiremos aplicar as políticas públicas prioritárias para resolver a carência dos curitibanos.  A revisão do contrato com o transporte público é uma questão que precisa ser tratada com a seriedade que merece. Até para tentarmos compreender porque liberar 200 milhões para apenas um grupo empresarial esquecendo das mazelas de uma população inteira. 

O aumento da violência contra mulher foi algo assustador e vemos que existem políticas públicas na defesa e valorização da mulher que ainda carecem de apoio em nossa cidade. Por isso vou criar um polo da Casa da Mulher Brasileira na região sul de Curitiba para que mais mulheres recebam proteção e tratamento próximo de suas residências. 

Nossos animais de estimação também receberão o carinho e cuidados que merecem, com a criação do primeiro hospital veterinário público. Um dos prédios abandonados do município será a sede e vamos estabelecer parcerias com as faculdades para que os alunos de veterinária possam fazer seus estágios ao lado dos funcionários, aprendendo junto de quem estará na linha de frente dos atendimentos. Assim todos os nossos pets serão bem acolhidos com tratamentos gratuitos, com recursos levantados com as multas ambientais, que serão alocadas para aquisição dos insumos e manutenção.  

4. Como a senhora pretende trabalhar junto aos governos estadual e federal na administração da cidade?

Christiane Yared: Não sou direita e nem esquerda, eu ando pra frente. E assim caminha a política, sempre de mãos dadas com os governos, pois somente desta forma conseguimos trazer recursos e parcerias importantes para o desenvolvimento do nosso Estado e faremos do mesmo jeito para trazer aos recursos que Curitiba precisa. Sou base aliada nas duas esferas, federal e estadual.

5. O que a senhora fará para gerar empregos e renda já que os próximos anos deverão ser difíceis devido aos impactos da pandemia?

Christiane Yared: Vamos promover uma repactuação tributária e financeira para apoiar os micros, pequenos e médios empresários que tiveram dívidas tributárias municipais ocasionadas pela pandemia. No nosso governo, quem lucra mais vai pagar mais. E os grandes que contratarem mais terão a possibilidade de pagar menos impostos, também. O ano de 2021, primeiro pós pandemia, vai exigir ainda mais o enxugamento da máquina pública e, ao mesmo tempo, a diminuição dos impostos para que os investimentos retornem, gerando mais empregos e melhorando a economia da nossa cidade.

Para acompanhar a candidata, siga ela no Facebook e no Instagram.

Previous ArticleNext Article