10 recordes podem ser batidos na Copa da Rússia

Roger Pereira

* Com informações da Fifa

A maior série invicta de uma seleção na história das Copas do Mundo, pertencente ao Brasil, bicampeão em 1958 e 1962, está ameaçada. O recorde de 13 partidas sem derrota, entre a eliminação ara a Hungria na Copa de 1954 e a derrota para o mesmo adversário, somente em 1966 pode ser quebrado pela Alemanha, caso os atuais campeões mundiais cheguem à semifinal na Rússia. Desde que perderam para a Espanha, por 1 a 0, nas semifinais de 2010, os alemães acumulam oito jogos sem derrota em mundiais, incluindo a decisão de terceiro lugar na África do Sul, contra Portugal e a campanha invicta no Brasil. Com mais jogos sem tropeço (passando invicta pela fase de grupos e chegando à semifinal), o recorde será igualado.

Essa é apenas uma das 10 marcas que podem ser alcançadas ou superadas na 21ª edição da Copa do Mundo, que começa quinta-feira, na Rússia. Confira os recordes ameaçados.

  • 5 Títulos – O Brasil é o maior campeão da história das Copas. Foi o primeiro a alcançar o tricampeonato, em 1970, o tetra, em 1994 e o penta, em 2002 (antes mesmo de qualquer outra seleção chegar ao quarto título). Neste ano, a seleção busca o hexa, mas também tem a hegemonia ameaçada pela Alemanha, que pode igualar os cinco títulos brasileiros.
  • 13 jogos de invencibilidade do Brasil, entre 1958 e 1966 podem ser alcançados pela Alemanha, que chega à Rússia sem perder há oito jogos.
  • 5 gols em três diferentes Copas é a façanha que Thomas Muller, da Alemanha pode alcançar. Seu compatriota Miroslav Klose e o peruano Teofilo Cubillas detêm a impressionante marca de mais de quatro gols em três diferentes edições do mundial.
  • 16 gols. Se atingir a marca acima, Muller ficará a um gol de ser o maior artilheiro das Copas. Klose tem 16 gols anotados em mundiais. Muller chega à Rússia com 10.
  • 8 gols em uma única copa é o recorde de Ronaldo, em 2002. Não faltam candidatos e tentar superá-lo, com a incrível média de mais de um gol por jogo: Neymar, Messi, Cristiano Ronaldo, Soares, Griezmann.
  • 5 Copas do Mundo – Se entrar em campo, o zagueiro mexicano Rafa Marques será o terceiro homem a disputar cinco Copas do Mundo. Outro mexicano, Antonio Carbajal e o alemão Lothar Mathaus são os dois únicos jogadores a entrar em campo em cinco mundiais. O goleiro italiano Buffon foi a cinco Copas, mas não jogou em 1998. Poderia alcançar o recorde este ano, se a Itália não falhasse nas eliminatórias.
  • Gols em quatro Copas – Se balançar as redes na Rússia, Rafa Marques também igualará outra marca: de jogador que marcou gols em mais edições da Copa: quatro. Tim Cahill, da Austrália e Cristiano Ronaldo, de Portugal, também buscam esse feito, igualando a marca de Pelé, Klose e Uwe Seeler, também alemão.
  • Campeão como jogador e técnico. Se a França chegar ao bicampeonato na Rússia, seu treinador, Diddier Deschamps igualará o brasileiro Zagalo e Franz Beckenbauer, da Alemanha, como os únicos a conquistarem a Copa como jogador e técnico.
  • 45 anos. Se o egípsio Essam El-Hadary entrar em campo neste mundial, será o jogador mais velho a participar de uma partida de Copa, com 45 anos e cinco meses, superando o goleiro colombiano Mondragon, que jogou com 43 anos.
  • 5 empates consecutivos – Vinda de três empates seguidos na sua campanha no Brasil, em 2014, a Costa Rica pode alcançar a marca da Bélgica, entre 1998 e 2002 de cinco empates caso iguale o marcador nas suas duas primeiras partidas do mundial. A segunda, é contra o Brasil.

Post anteriorPróximo post
Roger Pereira
Repórter do Paraná Portal
Comentários de Facebook