Documentário conta como Malucelli transformou a paixão pelo futebol no Jotinha

Francielly Azevedo


O primeiro clube-empresa do país foi fundado em Curitiba em 1998 com o nome Malutrom S.A, em função da união de duas famílias tradicionais da capital: Malucelli e Trombini. Mais tarde foi batizado de J.Malucelli Futebol S/A. Nascido da paixão pelo futebol do empresário, suplente de senador e presidente do partido Podemos no Paraná, Joel Malucelli, o Jotinha, como é carinhosamente chamado, chegou ao fim em dezembro deste ano, mas deixou um legado. História que é contada no documentário produzido pelo jornalista Vinicius do Prado como Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) em Comunicação Social pela Universidade Federal do Paraná (UFPR).

“Eu poder ter um time meu, torcendo, competindo e ganhando isso para mim foi um sonho”, diz Malucelli, logo na primeira cena do documentário. O filme relembra os principais momentos da história do  clube, passeando pela mudança de nome, a parceria com o Corinthians, o título brasileiro da terceira divisão em 2000 e o título da Copa Paraná de 2007.

O idealizador do filme conta que escolheu o tema do TCC em 2016, quando cobria as partidas do Jotinha. “Lá conheci as pessoas que faziam parte do time e me encantei pelo clube. Isso, junto com o fato de ninguém ter feito algo parecido, me motivaram a fazer o documentário”, destacou.

A apresentação do trabalho na banca da faculdade foi um dia após o arbitral da 2ª Divisão do Paranaense, em que o Jotinha não compareceu e teve seu fim decretado. “Era o fio de esperança que tinha do time continuar suas atividades, mas como eles não compareceram foi um baque. Na apresentação segurei a onda, mas depois da nota garantida a emoção foi grande, porque senti que o documentário fechava um ciclo dentro da história do J Malucelli”, revela Prado.

Além do então presidente de honra, Joel Malucelli, o documentário também conta com outros nomes que fizeram parte da história do Jotinha: Tcheco, ex-meia do Malutrom, Luciano Gusso, ex-treinador e Bruno Batata, ex-atacante, são alguns deles.

“Mesmo com as limitações de ser um trabalho universitário consegui reunir depoimentos de pessoas importantes para o clube em diferentes épocas no produto final, que conseguiram dar uma visão mais ampla ao J Malucelli do que um mero clube-empresa”, finaliza Prado.

Confira o documentário na íntegra:

[insertmedia id=”qekJuhzk3lI”]

Previous ArticleNext Article
Avatar
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.