“O G7 ficou mais distante”, afirma Paulo André após derrota para o Cruzeiro

Francielly Azevedo


O Atlético-PR viu a chance de garantir uma vaga na Libertadores ficar mais distante, após a derrota para o Cruzeiro, neste domingo (5), no Mineirão. Em entrevista coletiva, o zagueiro Paulo André, que voltou ao time titular, lamentou o resultado e afirmou que o G7 ficou mais distante.

“Temos mais seis jogos que temos encarar como se fossem decisões. Temos uma possibilidade grande que a Libertadores seja G9 e não podemos pedir mais chances de atingir nossa meta neste ano. Se tudo convergir nesse sentido, a gente que não pode falhar e deixar escapar. A cobrança interna existe, é saudável. O G7 ficou mais distante, mas as duas outras posições são possíveis, se a gente fizer por merecer”, disse.

Questionado, o defensor garantiu que não está nada perdido e, apesar do revés, o rubro-negro vive um bom momento. “Eu fico chateado com esse tom negativista. Sempre se puxa para baixo, para crise. O Atlético tem tido sucesso nos últimos anos, apesar da receita muito menor que a dos 12 maiores clubes do país”, ressaltou.

O Furacão volta a campo na próxima quarta-feira (8), contra o Corinthians, na Arena da Baixada. Para esse duelo, o técnico Fabiano Soares não poderá contar com Sidcley, suspenso pelo acúmulo de cartões. Além disso, fica a expectativa pelo retorno do zagueiro Thiago Heleno e Felipe Gedoz, vetados contra a equipe mineira.

“Esperamos fazer um jogo melhor, com mais movimentos agudos, verticais, e que isso possa resultar em gols para que possamos vencer o líder. Nós contamos com o apoio da nossa torcida. É o momento de abraçar o time. Temos chances de chegar a Libertadores e com a ajuda deles podemos conquistar isso”, concluiu Paulo André.

Previous ArticleNext Article
Avatar
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.