Ambicioso, Toledo mira título do segundo turno para se sagrar campeão do Paranaense 2019

Vinicius Cordeiro


O Toledo sonha com o título do Campeonato Paranaense 2019. Campeão da Taça Barcímio Sicupira, o primeiro turno do torneio, o Porco mira agora levantar a taça da Taça Dirceu Krüger para se tornar campeão paranaense de vez. Caso outro time vença o returno, serão dois duelos para definir o campeão estadual.

Pretensioso, o clube do Oeste já teve um marco histórico nesse ano. Com o troféu, o time já garantiu vaga em duas competições nacionais em 2020: Copa do Brasil e Série D do Campeonato Brasileiro.

“Vamos focar muito no Paranaense e buscar o segundo turno. Os jogadores estão querendo isso e o objetivo é o campeonato. (O título) foi um divisor de águas para nosso futebol em Toledo. Você consegue fazer um calendário para o ano inteiro e planejar melhor”, declarou o presidente Carlos Dulaba.

Para ter noção da importância do título da Taça Sicupira, é possível analisar a folha salarial do clube. Atualmente, o valor gira em torno dos R$ 115 mil. Com uma única partida na Copa do Brasil do ano que vem, o Porco vai  embolsar R$ 525 mil. Um salto e tanto para o clube que, fundado em 2004, vivia lutando para permanecer na elite do futebol paranaense.

Sem criar mandatário do Porco revela que as atenções seguem voltadas para o Paranaense. “Acabando o Estadual, vamos focar e planejar em 2020, não tem como direcionar já”, avaliou.

Revson balançou as redes na decisão. Foto: Geraldo Bubniak/AGB

Olho neles

A campanha da equipe até aqui ainda rende interesse de outras equipes em alguns jogadores comandados hoje pelo técnico Agenor Piccinin. O goleiro André Luiz, que defendeu dois pênaltis na final contra o Coritiba, e os meias Revson, artilheiro da competição até aqui com três gols, e o meia Júlio Pacatto são exemplos de jogadores que ganharam destaques.

“Tem sondagens. Eu falei para o grupo que tínhamos condições de colocar dois ou três jogadores na seleção do Paranaense e está acontecendo. Hoje o André Luiz é o melhor goleiro do campeonato disparado. Tem 22 anos, vinha há três na reserva é chegou o momento dele. O Revson é um dos líderes do elenco e o Pacatto vem sendo diferenciado, é um meia que os clubes não tem”, completou Dulaba.

A preparação para a Taça Dirceu Krüger já começou. O clube trabalha com a possibilidade de fazer duas ou três contratações para reforçar o elenco para o segundo turno, que tem início daqui 11 dias. A partida de estreia do Porco é contra o Athletico e está marcada para o domingo (10/03), às 16h, na Arena da Baixada.

Previous ArticleNext Article