Athletico irá recorrer de decisão que proíbe jogos com torcida única na Arena

Angelo Sfair - BandNews FM Curitiba

Em decisão unânime, o Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-PR) manteve a decisão liminar que proíbe jogos com torcida única no Campeonato Paranaense. O Athletico Paranaense promete levar o caso para o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O tribunal foi provocado a se manifestar após a polêmica da “torcida humana” no Athletiba do primeiro turno.

O Coritiba buscou na justiça desportiva o direito de receber 10% dos ingressos e uma área reservada para a torcida visitante. O Atlhetico, com apoio do Ministério Público (MP-PR), descumpriu a decisão do TJD. Dentro de campo, o alviverde venceu o furacão por 2 a 1, mas nas arquibancadas os torcedores coxas-brancas foram obrigados a assistir a partida em meio aos rubro-negros.

Em julgamento realizado nesta quinta-feira (07) à noite, os sete membros do Pleno concordaram que o regulamento da competição garante aos clubes visitantes o direito te ter sua torcida bem acomodada. O TJD ainda determina que o Athletico deixe de restringir o acesso de torcedores que vistam determinadas vestimentas.

No clássico, por exemplo, os torcedores do Coritiba foram proibidos de usar a camisa do clube ou qualquer peça da cor verde. O Athletico Paranaense argumenta que o projeto-piloto “torcida humana”, desenvolvido com o apoio do Ministério Público do Paraná, vem funcionando bem desde o ano passado. Segundo o MP, o formato com torcida única exige um efetivo policial menor nos estádios e reduz os casos de violência entre gangues rivais.


Post anteriorPróximo post