Árbitro registra em súmula invasão de torcedores do Paraná Clube no Couto

Francielly Azevedo


O árbitro da partida entre Paraná Clube e Boa Esporte, Alisson Sidnei Furtado, registrou na súmula a invasão de torcedores paranistas ao gramado do Couto Pereira após o apito final. O clube pediu durante todo o jogo que os torcedores evitassem a invasão do gramado, o que não foi atendido por um grupo de pessoas.

Segundo relatou o juiz, alguns torcedores pularam o fosso do estádio e ficaram em volta do gramado. Furtado ainda descreveu que a segurança contratada pelo tricolor atuou na contenção dos invasores. Os jogadores precisaram se retirar do campo até que os indivíduos voltassem à arquibancada. A invasão foi repudiada pela maioria dos mais de 37 mil torcedores presentes.

O Paraná chegou a registrar boletim de ocorrência contra dois torcedores que invadiram o campo. O documento foi lavrado pela Delegacia Móvel de Atendimento ao Futebol (Demafe), da Polícia Civil, e assinado pelo delegado Clóvis Galvão Gomes. Além disso, o registro também foi apresentado a comissão de arbitragem no vestiário. De acordo com a Lei 10.671 do Estatuto do Torcedor é passível de penalidade promover tumulto, praticar ou incitar a violência.

 

Sujeito a penalidade

A invasão pode gerar penalidades a serem cumpridas pelo Paraná Clube na Série A. O episódio é previsto no Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) e pode resultar em multa de R$ 100 a R$ 100 mil. Segundo o artigo 213, o clube também está suscetível a perda de campo caso a situação seja considerada de elevada gravidade ou cause prejuízo ao andamento do jogo. A pena é de uma a dez partidas.

Previous ArticleNext Article
Avatar
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.