câmara dos deputados
Compartilhar

Paraná recebe o Londrina de olho no G-4

O melhor mandante do Campeonato Brasileiro da Série B contra um dos melhores visitantes. Paraná e Londrina fazem, neste ..

Roger Pereira - 16 de setembro de 2017, 15:38

O melhor mandante do Campeonato Brasileiro da Série B contra um dos melhores visitantes. Paraná e Londrina fazem, neste sábado, às 19h na Vila Capanema um jogo que vale muito para as pretensões das duas equipes no restante da temporada. A dois pontos do G-4, o Paraná pode, em caso de vitória, finalmente entrar no grupo dos times que sobem à elite do futebol brasileiro. Já o Londrina, nono colocado precisa do resultado para seguir perto dos aspirantes a uma vaga na série A.

O técnico Matheus Costa disse que o Paraná precisa de inteligência para encarar o Tubarão, um visitante que não muda a postura por estar jogando fora de casa. “O Londrina vive um momento muito bom e joga da mesma maneira tanto em casa quanto fora. Não joga esperando o adversário e propondo transição. Procura impor o jogo o tempo todo. É uma equipe muito bem estruturada pelo Tencatti. Temos que estar preparados para essa proposta diferente deles”.

Os atletas parecem já terem assimilado a proposta do comandante. “O Londrina é uma grande equipe, mas temos que usar o nosso mando, dentro de casa somos muito fortes. Se eles vierem para cima da gente, como costumam fazer jogando mesmo fora de casa, vão dar espaço para a gente contra-atacar eles. E nosso ataque já mostrou que é perigoso”, disse o meia João Pedro.

Com Felipe Alves com a documentação regularizada, o técnico paranista faz mistério sobre a escalação do ataque tricolor, principalmente porque Alemão sentiu dores durante a semana e, apesar de estar à disposição, ainda preocupa.

Embalado pela classificação para a final da Primeira Liga e vindo de vitória diante do Ceará, o Londrina precisa seguir vencendo para não deixar o G-4 ficar distante, e conta com o bom retrospecto diante do Paraná na temporada: são três confrontos no ano e nenhuma vitória tricolor (dois empates e uma vitória do Tubarão), mas todos os jogos foram no Norte do estado. Em Curitiba, desde 2009 o Tubarão não vence o Tricolor.

“Queremos quebrar essa boa sequência deles. Viemos para cá para ganhar o jogo. Estamos jogando muito bem fora de casa. Vai ser um jogo muito bom, mas vamos impor nosso ritmo e surpreender o Paraná, dentro dos domínios dele”, afirmou o zagueiro Edson Silva.

“Sabemos da dificuldade que vai ser o jogo, é um clássico estadual, mas a gente sabe o quanto é importante uma vitória, e para isso que treinamos. É a alavancada que precisamos no campeonato. Foi criada uma rivalidade pela história recente dos clubes e temos certeza que amanhã será uma guerra”, disse o lateral Reginaldo.

Para a partida, além da promoção de ingressos, a torcida paranista promete fazer uma recepção à delegação na Vila Capanema, antes mesmo da entrada no gramado. “É muito importante. A atmosfera positiva é 50% da partida. Certeza que a gente entra com um espírito diferente”, comentou João Pedro. “Toda vez que a torcida fizer alguma coisa nesse sentido, mexe, não tem como. A recepção no aeroporto na volta de Goiânia foi inacreditável. É muito importante o que o torcedor está fazendo por nós este ano”, reforçou Matheus Costa. “Nosso time já mostrou que não sente a pressão da torcida e, se conseguirmos impor o nosso jogo, podemos usar isso a nosso favor, fazer a torcida virar contra eles”, rebateu Reginaldo.

Paraná Clube x Londrina

Sábado, 16 de setembro de 2017 19h

Vila Capanema

Paraná: Richard; Cristovam, Iago Maidana, Eduardo Brock e Igor; Leandro Vilela, Gabriel Dias, Renatinho e João Pedro; Vitor Feijão e Alemão. Técnico: Matheus Costa.

Londrina: César; Reginaldo, Dirceu, Edson Silva e Ayrton; Germano, Rômulo, Rafael Gava e Celsinho; Artur e Carlos Henrique. Técnico: Claudio Tencati.

Arbitragem: Jair Pierre Gonçalves Lima (RS), auxiliado por Lucio Beiersdorf Flor (RS) e Leirson Peng Martins (RS).