Lutas marciais serão oferecidas nas Ruas da Cidadania de Curitiba

As dez Ruas da Cidadania de Curitiba vão ganhar um circuito de treinamento de lutas marciais. O projeto será desenvolvid..

Lorena Pelanda - 17 de setembro de 2018, 08:29

(Crédito: Daniel Castellano / SMCS)
(Crédito: Daniel Castellano / SMCS)

As dez Ruas da Cidadania de Curitiba vão ganhar um circuito de treinamento de lutas marciais. O projeto será desenvolvido pelas secretarias do Esporte, Lazer e Juventude (Smelj) e da Defesa Social com o Instituto Shogun Rua, que será um parceiro voluntário para os treinos.

A ideia é que seja feito, na sequência, um campeonato em circuito nas dez Ruas da Cidadania e a grande final será na Ópera de Arame.

“Vamos começar esse movimento agora. Determinei que a Secretaria do Esporte, Lazer e Juventude organize com o Instituto Shogun esse circuito”, disse Greca. O projeto também vai envolver o departamento de Políticas sobre Drogas da Defesa Social. Será oferecido treinamento de muai thay, jiu jitsu e boxe.

“Queremos provocar na mocidade a vontade de aderir à disciplina da vida das artes marciais e com isso se sensibilizar para se livrar da influência do mundo das drogas”, explicou o prefeito. O Instituto Shogun também vai utilizar um pavilhão do Parque da Barreirinha para os treinamentos no futuro.

Os treinamentos em lutas marciais nas Ruas da Cidadania devem ter início ainda neste semestre.

Convênio

Desde o mês de março, o Instituto Shogun mantém um convênio firmado com a Prefeitura para desenvolver ações que ajudem na redução de violência e do uso de drogas. O instituto trabalha pela inclusão social por meio da prática de artes marciais, educação ambiental e culturais. Em conjunto, são desenvolvidas aulas de práticas esportivas e oficinas.

Também participaram da reunião os secretários da Defesa Social e Trânsito, Guilherme Rangel, do Esporte, Lazer e Juventude, Emílio Trautwein, e de Administração e Recursos Humanos, Heraldo Alves das Neves; o diretor de Políticas sobre Drogas, Cristiano de Bastiani, e Grace Kelly Puchetti Ferreira Rosa, também do departamento; e o diretor administrativo do Instituto Shogun, Christian Mazza.