Tiago Nunes projeta equilíbrio até a última rodada do Grupo G na Libertadores

O técnico Tiago Nunes, do Athletico, acredita que o Grupo G da Libertadores 2019 será definido apenas nos últimos jogos...

Vinicius Cordeiro - 07 de março de 2019, 10:15

PR - SUL-AMERICANA - ATLETICO PR X PENAROL-URU  - ESPORTES - Tecnico Tiago Nunes , do Atlético-PR,  durante partida dedi da 2ª fase da Copa Sul-Americana 2018, realizada na Arena da Baixada, em Curitiba, nesta quinta-feira (26). Foto: Geraldo Bubniak /AGB
PR - SUL-AMERICANA - ATLETICO PR X PENAROL-URU - ESPORTES - Tecnico Tiago Nunes , do Atlético-PR, durante partida dedi da 2ª fase da Copa Sul-Americana 2018, realizada na Arena da Baixada, em Curitiba, nesta quinta-feira (26). Foto: Geraldo Bubniak /AGB

O técnico Tiago Nunes, do Athletico, acredita que o Grupo G da Libertadores 2019 será definido apenas nos últimos jogos. Depois da derrota por 1 a 0 para o Tolima na terça-feira (5), o comandante rubro-negro analisou que o empate por 0 a 0 entre Jorge Wilstermann e Boca Juniors comprova a igualdade da chave. Antes do duelo, o treinador athleticano já tinha afirmado que o Furacão não era favorito.

"É uma competição muito equilibrada. Tenho certeza que os classificados vão ser definidos somente na última rodada pelo equilíbrio que o grupo deve apresentar", declarou.

Com os atuais resultados, o Tolima é o líder do grupo com 3 pontos. Boca e Jorge aparecem em segundo e terceiro, respectivamente, enquanto o Furacão ficou na lanterna.

Agora, o Rubro-Negro precisa fazer valer o mando de campo. Os três próximos embates da equipe será dentro da Arena da Baixada e são fundamentais para a possível classificação às oitavas de final do torneio.

"São três jogos que praticamente determinam a classificação. Vamos jogar na frente do nosso torcedor e precisamos pontuar. Temos que encarar como muito importante e determinante na busca pela classificação", completou Nunes.

A próxima partida, contra o Jorge Wilstermann, está marcada para a quinta-feira (14), às 21h.

É possível que o treinador tenha como principal novidade a presença do lateral direito Jonathan, que está em fase final de transição. O retorno dele é importante, já que Madson acabou sendo substituído por ter tido uma lesão muscular logo aos nove minutos da primeira partida da temporada.

https://www.youtube.com/watch?v=nG3_CtzBVQE