Chapecoense bate o Cruzeiro e conquista primeiro triunfo fora de casa

Folhapress

A Chapecoense fez bonito e venceu o Cruzeiro por 2 a 1 na noite deste domingo (26), no estádio Independência. Rildo abriu o placar, Thiago Neves igualou e Diego Torres garantiu o resultado para o visitante na partida válida pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro 2019.

Com o resultado, a Raposa cai para a 16ª colocação do torneio nacional, com seis pontos conquistados em seis partidas. A Chape é a 12ª da competição, com sete.

Os mineiros voltam a campo em 2 de junho para enfrentar o São Paulo no Morumbi. Os catarinenses jogarão contra o Palmeiras, na Arena Condá.

No primeiro tempo, o Cruzeiro foi quem mais criou chances. O mandante, no entanto, não deu nem um chute sequer na direção do gol defendido por Tiepo. A Chapecoense, por sua vez, acertou a trave de Fábio com o atacante Rildo, logo no início desta etapa. Na volta do intervalo, o jogo se modificou. Rildo aproveitou erro de Fábio em rebote e mandou para o fundo da rede aos 6 minutos do segundo tempo. Aos 11 minutos, Thiago Neves deixou a sua marca em um golaço. Diego Torres aproveitou sobra em drible de Aylon sobre Dedé para deixar a sua marca aos 39 minutos da etapa final.

O Cruzeiro teve mais posse de bola durante toda a partida. A equipe comandada por Mano Menezes utilizou as linhas altas e pressionou a saída da equipe adversária. Por isso, acabou ficando por mais tempo com a bola que o visitante. O problema era o erro na hora de finalizar. O Cruzeiro tentou 15 chutes a gol, sendo dez para fora. Um número muito elevado. Fred foi quem mais vacilou na hora de concluir. O atleta, inclusive, acertou a trave de Tiepo em uma das jogadas.

A Chapecoense chegou à Arena Independência bastante fechada e apostando em contra-ataques. A velocidade dos homens de frente – Rildo e Everaldo – é o que fez o técnico Ney Franco acreditar neste estilo de jogo. Em tese, a escolha do treinador foi correta, já que os catarinenses criaram boas oportunidades desta forma. Em uma delas, Rildo aproveitou um raro erro de Fábio e mandou para o fundo da rede no rebote do goleiro cruzeirense. Já nos minutos finais, Diego Torres recebeu de Aylon e cabeceou para o fundo da rede de Fábio em mais uma jogada de contragolpe.

Previous ArticleNext Article