A paranaense Ágatha fala sobre a participação na Rio 2016

Redação


A medalhista Olímpica Ágatha Bednarczuk, natural de Curitiba, fala sobre a conquista da prata no vôlei de praia na Rio 2016 e também conta um pouco mais sobre seus planos para o futuro no esporte.

Com sua dupla, Bárbara, a atleta ficou com a prata após perder a final para as alemãs Ludwig e Walkenhost, com parciais de 21-18 e 21-14. Com a medalha de prata o Brasil chegou a 19 medalhas na Rio-2016 (sete ouros, seis pratas e seis bronzes).

A dupla

A carioca Bárbara e a paranaense Ágatha firmaram parceria no meio da temporada 2011, portanto, a mais longa entre as quatro duplas brasileiras na Rio 2016. O entrosamento dentro e fora de quadra resultou na conquista do Circuito Brasileiro nas temporadas 12/13 e 13/14. O primeiro ouro do time no Circuito Mundial foi no Open de Puerto Vallarta (MEX), em 2014. Naquele ano, terminaram na segunda colocação do ranking geral.

Ágatha nasceu em Curitiba e teve o primeiro contato com o esporte em Paranaguá, no litoral do estado, em 1992, na quadra. Mudou para as areias em 2001, ao disputar um torneio convidada por uma amiga. E se apaixonou. Ela chegou a jogar ao lado da campeã olímpica Sandra Pires em 2005. Iniciou uma graduação em jornalismo, mas abandonou para se concentrar integralmente no vôlei de praia.

Video: André Molina – SEET

Previous ArticleNext Article