Abertura da Copa América terá Bolsonaro e Léo Santana, mas sem cerveja

Vinicius Cordeiro

Copa América


A Copa América começa nesta sexta-feira (14) com o duelo entre Brasil e Bolívia. O evento de abertura está marcado para às 21h10 e existe a expectativa pela presença do presidente Jair Bolsonaro e pela apresentação musical de Léo Santana e Karol G, mas os torcedores não poderão consumir cerveja no Morumbi.

Pelo menos por enquanto, os jogos que forem realizados na capital paulista não terão venda de cerveja. A Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou o Projeto de Lei 1.363/2015 nesta quinta-feira (13). A medida libera a venda de cerveja, mas só entra em vigor quando for sancionada pelo governador João Dória.

Porto Alegre, com a mesma regra, também não terá o comércio da bebida alcoólica. Ou seja, os torcedores poderão tomar cerveja apenas nas partidas que forem realizadas em Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Salvador.

FÃ DE FUTEBOL

Depois de ter ido ao amistoso da seleção contra o Catar e ao jogo do Flamengo pelo Brasileirão ao lado do ministro da Justiça, Sergio Moro, Bolsonaro pretende marcar presença na abertura da Copa América. Além dele, não há confirmações de outros chefes de estado.

APRESENTAÇÃO

A performance cultural terá 10 minutos de duração, com participação 400 pessoas efeitos de LED para contar a história dos países da América Latina. O destaque será a presença do cantor Léo Santana ao lado da cantora colombiana Karol G, interpretes da canção oficial do torneio chamada “Vibra Continente”.

Segundo informação da Agência Brasil, mais de 67 mil ingressos já foram vendidos. A expectativa é que a procura por ingressos aumente a partir da estreia da competição.

Veja o clipe da música “Vibra Continente”:

CICLO FECHADO

A Copa América encerra uma época de grandes eventos esportivos no Brasil. Só no futebol, o país recebeu a Copa das Confederações em 2013 e a Copa do Mundo em 2014. Além disso, também foram realizados os Jogos Olímpicos e Paralímpicos em 2016.

Previous ArticleNext Article