Tabu quebrado: Atlético-PR perde para o São Paulo na “nova Arena”

Francielly Azevedo

O Atlético-PR perdeu a marca histórica de nunca ter sido derrotado pelo São Paulo na Arena da Baixada após a reforma. Na tarde deste sábado (9), o rubro-negro perdeu, por 1 a 0, para o tricolor paulista, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado faz o Furacão amargar ainda mais na zona de rebaixamento.

O Atlético iniciou a partida apostando nos toques de bola, mas sem ser objetivo. A primeira oportunidade foi só aos 15 minutos, quando Pablo recebeu, girou, arriscou de longe e Sidão fez grande defesa. Depois, aos 26, Carleto cobrou falta do meio da rua, rasteiro, e a bola passou raspando.

O São Paulo também tentou e construiu a chance mais clara da primeira etapa. Aos 34, no contra-ataque, a bola chegou para Everton, que bateu pro gol. Ela desvia em Thiago Heleno, mas Santos se recupera e salva com o pé.

Com a maior posse de bola, o rubro-negro seguiu buscando abrir o placar. Aos 43, Bergson fez o pivô para Raphael Veiga chutar. O goleiro Sidão caiu meio sem jeito e fez outra boa defesa. No rebote, Anderson Martins afastou.


A torcida revoltada com Diniz entoou gritos de “pede pra sair” e “chuta para o gol e para de toquinho”. Mas o pedido não surtiu efeito após o intervalo. Aos cinco do segundo tempo outro susto. No contra-ataque, Nenê cruzou na cabeça de Diego Souza. Por sorte, Santos salvou.

Seguindo a tática da troca de passes tranquila, aos seis minutos, o rubro-negro chegou ao ataque mais uma vez. Raphael Veiga recebeu na entrada da área, só que chutou no meio do gol, para fácil defesa de Sidão.

E como a máxima do “quem não faz leva”geralmente funciona no futebol, aos 13 minutos, o Atlético tentou sair jogando com Bruno Guimarães, o zagueiro perdeu a bola dentro da área para Nenê, que acionou Everton. Camacho acabou derrubando o jogador são paulino e cometeu pênalti. Nenê foi para cobrança, bateu meio esquisito, mas o suficiente para marcar o gol da vitória.

O rubro-negro até tentou aos 39, com Carleto cobrando falta e Thiago Heleno cabeceando para gol. Porém, Sidão não deixou passar.

COMO FICA

Com o placar, o Atlético-PR permanece na zona de rebaixamento, com nove pontos, na 17ª posição. Enquanto o São Paulo soma 20 pontos e ocupa momentaneamente a vice-liderança da Série A. O panorama pode mudar conforme o complemento da rodada.

Na quarta-feira (13), o rubro-negro tem o último compromisso antes da parada para Copa do Mundo. Será contra o Botafogo, às 21h (de Brasília), no Engenhão. Já o São Paulo recebe o Vitória, na terça-feira (12), às 21h30, no Morumbi.

Post anteriorPróximo post
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Repórter do Paraná Portal e Rádio CBN. Tem passagens pela TV éParaná, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina.
Comentários de Facebook