Alberto Valentim confia em reviravolta do Athletico na final da Copa do Brasil

O técnico Alberto Valentim voltou atrás no discurso após a goleada sofrida para o Atlético-MG por 4 a 0 e ainda confia n..

Pedro Melo - 14 de dezembro de 2021, 18:07

(Lucas Figueiredo/CBF)
(Lucas Figueiredo/CBF)

O técnico Alberto Valentim voltou atrás no discurso após a goleada sofrida para o Atlético-MG por 4 a 0 e ainda confia na reviravolta do Athletico na final da Copa do Brasil. No último domingo (12), o treinador rubro-negro disse que era realista e dificilmente teria como reverter o placar.

Porém, Valentim reforçou que o Athletico ainda sonha com o título da Copa do Brasil. "Até para deixar claro que na minha entrevista coletiva, fui sincero e realista que dificilmente você consegue, num contexto geral, reverter a vantagem que o Atlético conseguiu no primeiro jogo. O que nós vamos trabalhar daqui a pouco, mostrando vídeos para os jogadores, é de vencer o jogo", disse.

"Falei que no Mineirão que era difícil, mas não estava decidido. A ferramenta de vídeo é importantíssima porque tira todos os tipos de dúvida e reforça o que tem de ideia e dá alternativas. Vamos trabalhar isso hoje para buscar a vitória. Qual será o placar? Veremos depois dos 90 minutos", acrescentou.

Após perder o jogo de ida por 4 a 0, o Athletico tem que vencer por cinco gols de diferença para conquistar o título da Copa do Brasil no tempo normal. Em caso de vitória por quatro gols, a decisão vai para os pênaltis.

ALBERTO VALENTIM RECLAMA DA ARBITRAGEM CONTRA O ATHLETICO

Outro assunto destacado por Alberto Valentim foi a arbitragem. O treinador disparou contra o árbitro Bruno Arleu de Araújo e disse que o erro no pênalti, que originou o primeiro gol do Atlético-MG, desestruturou a equipe. "O erro da arbitragem desestruturou a nossa equipe. Eu gosto muito do VAR, ele veio para corrigir os erros humanos que existem. O VAR tem que existir no futebol, mas as interpretações estão sendo equivocadas", disse.

Além disso, o comandante do Athletico destacou a importância do VAR, mas que precisa ser justo para os dois lados. "Veio para corrigir erro humano de milésimo de segundo de dar uma falta, deixar a jogada continuar jogando, bater na mão, quando bate de verdade. O VAR está aí para minimizar erros, mas por ter um ser humano por trás, não é tão preciso da forma que deveria ser. Existe câmera no tênis, no vôlei e outros esportes. Isso não é pênalti, mas interpretação do árbitro. Eu espero que o VAR venha para ser justo com as duas equipes. O Atlético não precisa de ajuda, tem um técnico fera. É só apitar e fazer um jogo correto", opinou.