Aldo levou 59 socos na cabeça em 3 minutos antes de ser nocauteado

Folhapress


Os números mostram a superioridade de Petr Yan no último round do duelo contra José Aldo, neste sábado (11), na luta do UFC 251 valendo o cinturão dos galos. O russo engatou uma sequência enorme de golpes no brasileiro antes de o árbitro Leon Roberts intervir e encerrar o combate, aos 3min24.

Logo aos dez segundos do quinto round, Aldo levou dois socos na cabeça que o desestabilizaram e facilitaram a vida de Yan. Após derrubar o brasileiro, o russo engatou mais 57 golpes na cabeça em pouco menos de três minutos, totalizando 59 socos na região. Além disso, foram outros três no corpo do ex-campeão dos penas.

A quantidade de golpes fez com que Dana White se irritasse com a demora de Leon Roberts para parar a luta e decretar o nocaute. “Horrível, horrível interrupção do árbitro. Isso deveria ter acontecido muito antes. Pelo jeito, temos que reforçar nossos árbitros e jurados aqui na Ilha da Luta”, disse ao “MMA Junkie”.

Sem reação depois dos golpes sofridos, Aldo terminou o último round com apenas um golpe desferido: um chute na perna de Petr Yan.

O revés impediu que Aldo conquistasse o título em sua nova categoria. Agora, ele soma duas derrotas e nenhuma vitória na divisão dos galos do UFC.

Previous ArticleNext Article