António Oliveira defende Carlos Eduardo após pênalti cometido no empate do Athletico

Pedro Melo

Athletico FC Cascavel António Oliveira Carlos Eduardo Campeonato Paranaense

O técnico do Athletico, António Oliveira, defendeu o atacante Carlos Eduardo após o empate com o FC Cascavel em 1 a 1, pela semifinal do Campeonato Paranaense. O jogador cometeu pênalti que resultou no gol do time adversário já no minuto final da partida.

“São erros que existem no futebol. Cabe a nós aprender com eles. Nunca vou apontar um dedo para um jogador meu. Essa é a maneira como sou e trabalho no futebol. Vou com todas as forças ajudá-lo, porque essa é também minha função como treinador”, afirmou o treinador, em entrevista coletiva.

Com o gol sofrido, o Athletico perdeu a vantagem conquistada minutos antes na semifinal do Campeonato Paranaense. O Rubro-Negro terá que decidir a vaga na decisão no interior. O segundo jogo contra o FC Cascavel é na próxima quarta-feira (08), às 15h20, na Arena da Baixada.

Para António Oliveira, o confronto ainda está em aberto. “Foi um jogo em que praticamente ficamos 45 minutos fora. Tivemos algumas ações técnicas individuais em que erramos bastante, mas poucos ataques na última linha do adversário. No segundo tempo, o adversário quase não chegou ao nosso gol. Era natural este ímpeto maior do Athletico. O gol acaba saindo com naturalidade”, disse.

“Depois, por um erro nosso, acabamos cometendo um pênalti. O adversário montou sua estratégia e bem, e o Athletico teve alguma melhoria na segunda parte. Não era o empate que queríamos, mas a eliminatória está em aberto”, acrescentou o treinador do Athletico.

A expectativa é que o treinador utilize novamente o time reserva. O Furacão prioriza as disputas do Brasileirão, da Sul-Americana e da Copa do Brasil.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="787344" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]